Gean Senhorini

Gean Senhorini

O repórter Erico Malvezi conversou com Jeferson Candido da Silva da C-vale da Loja Agropecuária, que primeiro reforça o convite a todos os associados e lembra que a Loja terá condições facilitadas e preços imperdíveis durante o dia de campo da C-vale. 

O Bispo da Diocese de Toledo D. João Carlos Seneme, tendo ouvido o parecer do Conselho dos Consultores, apresentou as transferências do Clero para o ano de 2018.

As transferências são situações normais, pois geralmente no fim de ano ocorrem estas mudanças, quando os padres que atuavam por muitos anos ou até mesmo aqueles recém formados são convidados aos novos desafios e outros mais experientes e que ocupavam função de vigário paroquial, voltam a assumir uma paróquia.

É o caso do padre Ângelo Virgílio Pellá que atuava como vigário na Paróquia São Francisco de Assis em Assis Chateaubriand e vai agora ser Pároco da Paróquia São Luiz Gonzaga em Pato Bragado. Sendo assim, a Paróquia São Francisco de Assis por ora ficará apenas com o Padre e Pároco Antonio Carlos “Toninho”.

Por outro lado, o padre Vagner Aparecido Alves, que permaneceu por quase dois anos como vigário da Paróquia Nossa Senhora do Carmo vai assumir como Pároco da Paróquia São Pedro em São Pedro do Iguaçu perto de Toledo.

Outro que vai enfrentar mudança é o Padre Mauro Cassimiro. Ele era pároco na Paróquia São Pedro de São Pedro do Iguaçu e agora assumirá como Vigário da Paróquia São Pedro e São Paulo de Toledo. Preparando-se para estudos.

O recém formado padre Anderson Tomadon Sgarbossa que era vigário na Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Guaíra continuará como Vigário Paroquial, mas agora assumindo a função na Paróquia Nossa Senhora do Carmo em Assis Chateaubriand. Ele Iniciará Mestrado em Direito Canônico em Londrina

Já o padre Braz Tarcízio Pauly, que estava em Guaíra na Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, está residindo em Toledo e fica à disposição da Diocese, sendo acionado conforme a necessidade em qualquer das Paróquias de Toledo e região.

As nomeações Canônicas e as posses dos nomeados serão encaminhadas e agendadas para o início de Fevereiro.

Texto: Erico Malvezi

Bem Paraná

O preço da gasolina comercializada nas refinarias terá uma redução de 0,1% nesta quarta-feira (3), de acordo com informação divulgada pela Petrobras. O diesel, por sua vez, terá um aumento de 0,6%. É a primeira variação de preço dos dois combustíveis em 2018. A última oscilação ocorreu no sábado (30 de dezembro), quando a gasolina aumentou 1,9% e o diesel 0,4%.

As variações de preço fazem parte do modelo de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “Em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

“Analisamos nossa participação no mercado interno e avaliamos frequentemente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias. Sendo assim, os ajustes nos preços podem ser realizados a qualquer momento, inclusive diariamente”, acrescenta a empresa.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet.

 

 

Quinta, 04 Janeiro 2018 08:55

Vacina na farmácia não será de graça

Farmácias, drogarias e estabelecimentos de saúde vão poder aplicar vacinas na população. Com isso, o número de locais para imunização aumenta de 30 mil para 70 mil em todo o brasil.

Mas o consumidor precisa ficar atento. a qualidade da vacina aplicada em drogarias e farmácias é a mesma do sus. mas esses estabelecimentos vão cobrar pela imunização.

Para farmácias ou drogarias prestarem o serviço de imunização, elas vão ter que se enquadrarem as regras da ANVISA. E a fiscalização será feita pelas vigilâncias sanitárias estaduais e municipais. 

Fonte: Imprensa Nacional/Foto: Jornal do Comércio

 

 

 

G1 - Todo ano novo reserva algumas novidades para motoristas e proprietários de veículos, mas dessa vez sobrou para os pedestres e ciclistas. Além disso, documentos poderão ser digitalizados, carros e motos estarão mais equipados.

Ainda em 2018, os Detrans deverão fechar um cronograma para a inspeção veicular, que será obrigatória no ano que vem. Veja detalhes destas e de outras novidades no trânsito para não ser pego de surpresa.

Multa para pedestre e ciclista

No final de abril, começa a valer a regulamentação das multas a pedestres e ciclistas que andarem fora das áreas determinadas. Se flagrado, o pedestre poderá pagar multa de R$ 44,19, enquanto o ciclistas deverá arcar com R$ 130,16.

Pedestres e ciclistas que não obedecerem o código de trânsito podem ser multados em 2018

Morte provocada por motorista bêbado

Também no final de abril, fica mais rígida a punição para motoristas alcoolizados que provocarem morte no trânsito. A pena possível irá de 2 a 4 anos de prisão, para 5 a 8 anos. Com a mudança, a condenação não poderá mais ser subtituída por serviços a comunidade.

CNH digital

Até 1º de fevereiro, todos os Detrans devem estar aptos a emitir a CNH digital, que fica armazenada no celular do motorista e tem o mesmo valor jurídico do documento em papel.

Cada estado ou distrito fica responsável por definir o custo da carteira virtual. Em Goiás, o 1º estado a adotar a tecnologia, a CNH digital era de graça até o fim do ano passado; agora, custará R$ 10. Alagoas e Distrito Federal também já emitem o documento.

 CNH com chip

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vai mudar novamente e se tornará um cartão de plástico com microchip, que reunirá informações do motorista. A nova carteira deve entrar em vigor até 1º de janeiro de 2019 em todos os estados e Distrito Federal.

O formato de cartão "inteligente" se assemelhará a um cartão de débito/crédito convencional, com chip e gravação a laser dos dados do motorista.

 Documento do carro digital

O Certificado de Registro de Licenciamento (CRLV) em papel também está com os dias contados. A versão digital, chamada de CRLVe, deve ser implementada em todo o país até 31 de dezembro. O modelo ainda está em desenvolvimento, mas deve ser apresentado ainda no 1º semestre do ano.

 Sistema Isofix

O sistema mais prático de instalar cadeirinhas nos carros deverá ser item básico em modelos inéditos lançados a partir de 2018. Só a partir de 2020 é que todos os carros 0 km terão de oferecer o recurso. As montadoras se prepararam para isso desde de 2015, quando os prazos foram anunciados.

 O Isofix tem um encaixe próprio para a cadeirinha, no banco traseiro, que dispensa o cinto de segurança no processo de instalação. Mas esse encaixe tem que vir de fábrica: não é possível usar um dispositivo feito para o Isofix em carros que não tenham ancoragem apropriada.

Cinto de segurança de 3 pontos

Os mesmos prazos do sistema Isofix valem para o cinto de 3 pontos em todas as posições. Até 2017, a lei só exigia esse tipo de cinto nos bancos da frente e nos da ponta no banco de trás. Ainda há carros que são lançados com cinto abdominal na posição central do assento traseiro.

A partir de 2018, modelos inéditos terão de oferecer apenas cintos de 3 pontos. E também apoio de cabeça em todas as posições do banco traseiro. Mas só em 2020 essas regras valerão para todos os carros zero km.

ABS ou CBS nas motos

 Desde 2016, as fabricantes ou importadoras de motos são obrigadas a incluir freio ABS ou CBS em parte das unidades novas. A partir de 1º de janeiro de 2018, a exigência pula de 30% para 60% do total de motos novas no mercado.

Apenas as com menos de 300 cc podem optar pelo CBS, enquanto as maiores devem incluir o ABS. No entanto, ainda será possível encontrar motos sem os equipamentos nas lojas. Só em 2019, a exigência será para 100% das motocicletas vendidas no país.

 Prazo para inspeção veicular

A vistoria será obrigatória no país inteiro até o final de 2019, mas os estados que quiserem podem se antecipar. Ela será feita a cada 2 anos e sem a inspeção não será possível fazer o licenciamento.

Cada Detran deverá apresentar até 1º de julho de 2018 um cronograma para começar a implantar a inspeção. Só então os proprietários devem saber as datas por tipo de veículo e final da placa.

Crédito ou débito?

A resolução que permite o pagamento de multas com cartões de débito ou crédito entrou em vigor em outubro passado, mas a prática deve crescer mesmo só em 2018, já que cada órgão de trânsito precisa habilitar as operadoras para oferecer o serviço. O valor pode até ser parcelado, mas fique atento com a cobrança de juros.

 

A Seguradora Líder, responsável pela gestão do Seguro DPVAT, disponibilizou o calendário de pagamento dos prêmios para 2018. Os donos de veículos devem ficar atentos, já que há novidades neste ano.

https://www.seguradoralider.com.br/Pages/Saiba-como-pagar.aspx

O pagamento do prêmio do Seguro DPVAT deverá ser realizado no vencimento da cota única ou na 1ª parcela do IPVA. Para os veículos isentos do IPVA, o vencimento do seguro pago à vista ocorrerá juntamente com o emplacamento ou no momento do licenciamento anual.

A Seguradora Líder lembra ainda que a quitação do Seguro DPVAT é necessária para a obtenção do CRLV, documento de comprovação do licenciamento anual do veículo e de porte obrigatório, de acordo com a Resolução 664/86, do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

Em 2018, o prêmio do Seguro DPVAT não poderá ser parcelado para nenhuma categoria de veículo. Isso porque, com a nova redução do prêmio, aprovado pelo CNSP no final de 2017, o valor mínimo de R$ 70,00 por parcela, previsto na Resolução 332/2015, não será atingido.

A Seguradora Líder destaca também que o DPVAT é um seguro de caráter social que ampara e protege todas as vítimas de acidentes de trânsito em todo o Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre, sem necessidade de apuração da culpa. O seguro garante três tipos de indenizações: Morte, com indenização de R$ 13.500,00; Invalidez Permanente, com indenização de até R$ 13.500,00; e Reembolso de Despesas Médicas e Hospitalares (DAMS) em até R$ 2.700,00.

Confira mais no site da Seguradora Líder em: https://www.seguradoralider.com.br/

 

 

Os donos de veículos com placas de final 1 ou 2 tem até a próxima quarta-feira (10) para pagar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2018 em parcela única e ganhar desconto de 3%. Já aqueles que optarem pelo parcelamento em 3 vezes têm a primeira a parcela a vencer no dia 22 de janeiro.

A Sefa (Secretaria Estadual da Fazenda) já enviou os boletos para o endereços dos proprietários. Há ainda a opção de imprimir uma nova guia através do site: www.fazenda.pr.gov.br

 Para isso é preciso localizar a opção “GR-PR”, do lado esquerdo da tela) – é necessário ainda ter em mãos os número do Renavam do veículo. Os pagamentos podem ser feitos através do Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Sicredi, Bancoob ou Rendimento – inclusive pelos aplicativos de celular se a instituição fornecer o serviço.

 Para o parcelamento, o governo do Estado enviou por enquanto apenas os boletos das duas primeiras parcelas. O terceiro boleto será enviado posteriormente. Neste ano os proprietários de veículos usados tiveram uma redução média de 3,46% no valor do IPVA. O motivo é a desvalorização dos veículos, medida pela pesquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Nota Paraná

Em 2017, 105 mil contribuintes usaram seus cré- ditos do programa Nota Paraná para abater o pagamento do IPVA. A adesão foi 169% maior do que no ano anterior e no total foram abatidos R$ 13,2 milhões – uma média de R$ 126 por pessoa. Quem não tinha valor suficiente para quitar todo o tributo recebeu um boleto da Secretaria da Fazenda com a diferença para que o pagamento seja complementado neste ano.

Frota menor

A crise econômica levou a uma redução da frota de veículos que será tributada, que ficou 1,37% menor. Já os veículos não tributados tiveram crescimento de 5,24%, em razão de ano de fabricação há mais de 10 anos ou de isenções legais. A maior parte da frota terá alíquota de 3,5% sobre o seu valor de venda. Ônibus, caminhões, veículos de carga, de aluguel ou que usam gás GNV pagam 1%. O Estado deve arrecadar R$ 3,2 bilhões com o imposto – o lançamento dos valores do IPVA de 2018 é 3,57% maior que o de 2017.

Por Erico Malvezi

As inscrições para o PSS, o Processo Seletivo Simplificado, da Secretaria da Educação do Paraná estão abertas até às 18 horas de sexta-feira, 12, exclusivamente pela internet. As inscrições são gratuitas.

O PSS consiste em prova de títulos referente à escolaridade, tempo de serviço e aperfeiçoamento funcional. Vão ser contratados no mínimo 10 mil professores, pedagogos, tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais e professores guia-intérprete.

Os profissionais vão ser divididos entre os 32 Núcleos Regionais de Educação, conforme a necessidade de cada regional. Eles vão atuar nas escolas da rede pública estadual e em escolas de Educação Especial que firmaram termo de colaboração com a Secretaria da Educação. Os editais do PSS, respostas para dúvidas frequentes, link para inscrição e outras informações estão no site www.seed.pr.gov.br , como explica Tânia Regina Casado, Assistente Técnica da chefia do Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand.

A realização do Processo Seletivo é realizada agora e vale para todo o ano e a qualquer momento o professor ou profissional selecionado pode ser acionado conforme a demanda e Tânia lembrou que não tem como os Núcleos Regionais divulgarem número de vagas, pois elas poderão surgir durante o ano e ir aumentando.

Tânia Regina ainda lembrou a importância dos dados incluindo pós-graduações, às quais devem ser apresentadas, pois isso implica diretamente na colocação do candidato.

A classificação deve ser divulgada na semana que vem, no entanto Tânia esclareceu que primeiro será uma classificação provisória, por conta dos recursos no caso dos candidatos observarem algum erro.

Já para os agentes I e II que são funcionários de escola para serviços gerais e para funções administrativas, a divulgação de classificação já esta disponível com enfatizou a Assistente da chefia.

Para finalizar Tânia Regina Casado fez questão de lembrar a importância do professor PSS, pois segundo ela, são eles que estarão suprindo as necessidades do Núcleo, dos professores  e dos alunos.

Os profissionais da Educação retornam um pouco antes, nos dias 15 e 16, para as capacitações da Semana Pedagógica do primeiro semestre letivo.

 

 

 

G1- Paraná chegou a 340 casos de dengue no acumulado do período epidemiológico, que começou em agosto de 2017, segundo o relatório da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) divulgado na terça-feira (2). Também foram registrados 8,6 mil casos suspeitos.

Entre 19 de dezembro de 2017 e esta terça foram 35 novos casos de dengue no estado e outras 507 notificações da doença.

No novo boletim, Maringá, na região norte, teve a confirmação de mais três pacientes com dengue e acumula 127 ocorrências. É o município com o maior número de casos, seguido por Foz do Iguaçu, com 31 pacientes – mesmo número do relatório anterior – e Cambé, com 19 confirmações, quatro a mais que no boletim epidemiológico de 19 de dezembro.

Os municípios com maior número de casos suspeitos notificados são Londrina (1.524), Maringá (1.148) e Foz do Iguaçu (700).

Até esta terça, 53 municípios paranaenses contavam com casos confirmados de dengue. Já o número de notificações da doença abrange 255 municípios. De acordo com a Sesa, do total de 8,6 mil notificações, 5,2 mil já foram descartadas.

Ainda conforme a secretaria, a incidência de dengue no estado é de 2,9 casos por 100 mil habitantes. A incidência é considerada baixa, de acordo com o índice do Ministério da Saúde, que classifica como alta incidência quando o número de casos é superior a 100 para cada grupo de 100 mil habitantes.

Segundo o relatório, duas cidades contam com incidência alta da dengue: Tamboara, no norte do estado, com nove pacientes positivos para o vírus da dengue – incidência de 180 casos por 100 mil habitantes –, e Itaipulândia, com 14 confirmações – 117 casos por 100 mil habitantes.

 

Menino que faleceu era morador de Assis Chateaubriand

Quatro pessoas morreram num grave acidente na noite desta segunda-feira (1º), por volta das 20h30, na PR-484, em Três Barras do Paraná, oeste do estado. Entre elas, uma mãe, a filha de 12 anos e um menino de 9 anos.

Os corpos das três vítimas da mesma família foram liberados na manhã desta terça-feira (2). Um jovem de 22 anos, que conduzia o outro carro, também morreu. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Honda Civic colidiu de frente com o Chevrolet Corsa em um momento de trânsito intenso.

A PRF acredita que a batida tenha sido resultado de uma ultrapassagem perigosa, mas só será possível confirmar a causa do acidente quando as vítimas sobreviventes saírem do hospital. Tragédia familiar

Três pessoas que morreram estavam no mesmo carro. São elas: Eliziane Martins, 37 anos, sua filha Julia Martins, de 12 anos, e seu afilhado Luis Eduardo de Souza, 9 anos.

Sobreviventes

O marido de Eliziane, Odair Martins, 39 anos, e seu outro filho Enzo Lima Martins, 14 anos, sobreviveram e foram encaminhados ao Hospital Municipal de Três Barras sem risco de morte.

 

O homem que dirigia o carro no momento do acidente sofreu uma fratura no braço e pode ganhar alta ainda nesta terça-feira. O adolescente espera a transferência para um hospital de melhor estrutura, pois existe a suspeita de que sua coluna tenha sido fraturada.

Condutor do corsa também morreu

Bruno de Oliveira Carvalho, de 22 anos, estava sozinho no Corsa e também morreu na batida.

Corpo da criança foi velado em Assis Chateaubriand

O corpo do menino Luis Eduardo de Souza de 9 anos morador de Assis, filho da Sirlei Araújo e do Toninho da I.Riedi, foi velado na Capela Bom Samaritano na Rua Presidente Costa e Silva em Assis Chateaubriand. O sepultamento aconteceu por volta das 9h da manhã desta quarta-feira (03) no Cemitério municipal Jardim da Paz.

À família, nossos mais sinceros sentimentos! Que Deus vos conforte nesse momento de extrema dor!

*Com informações de Rebeca Branco, repórter da RICTV Oeste/ Gean Senhorini Radio Jornal

Fotos: Rede Sociais Fonte: Polícia Rodoviária

Pagina 8 de 362

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.