Gean Senhorini

Gean Senhorini

Sexta, 14 Fevereiro 2014 17:01

Terminou o Horário de verão

O horário de verão terminou a zero hora do dia 16 de fevereiro de 2014. Em vigor desde a meia-noite do dia 19 de outubro do ano passado, a medida teve como objetivo um maior aproveitamento da luz solar e evitar a necessidade de mais investimentos em geração e transmissão de energia. Os relógios devem ser atrasados em uma hora, para que o horário volte ao normal.

O horário de verão de 2013/2014 foi adotado no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Nesses estados, os relógios deverão ser atrasados em uma hora à meia-noite deste sábado (15) para domingo (16) de fevereiro.

A previsão de economia do horário de verão desta temporada 2013/2014, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, foi gerar uma economia de R$ 400 milhões com os 119 dias de duração, segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema).

A mudança deixou o dia 15 de fevereiro mais longo, com 25 horas, repondo a hora que foi adiantada no dia 20 de outubro do ano passado.

Nos quatro meses em que esteve em vigência, a estimativa é que a medida tenha reduzido em torno de 4% os níveis máximos de demanda por energia no sistema da Copel no Paraná durante um dos períodos mais críticos do dia, entre as seis e nove horas da noite.

Ao contrário do que as pessoas em geral supõem, o horário de verão não serve apenas para economizar energia. A principal finalidade é aliviar a carga sobre o sistema elétrico. Na edição 2013/2014, durante o horário de maior demanda, estima-se que tenham sido retirados 220 megawatts de potência da rede da Copel, o equivalente à demanda máxima de uma cidade como Maringá, com 385 mil habitantes.                 

A informação é confirmada pelo Operador Nacional do Sistema, que registrou um aumento de 18,4% da carga de energia no Sistema Interligado Nacional em janeiro deste ano, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Segundo o Operador Nacional do Sistema, o aumento se dá em função principalmente de dois fatores: o uso residencial e comercial intensivo de aparelhos de refrigeração nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, e a retomada das atividades industriais ao longo do mês. Apesar dos recordes de demanda, a Copel considera que o risco de haver desligamentos por conta do alto consumo é mínimo.

Acesse: http://www.horariodebrasilia.org/

Fonte: Redação SRZD e Agência Estadual de Notícias

Morreu na madrugada desta segunda-feira (10) o senhor Edevaldo Horas de Araújo, morador de rua envolvido em várias discussões e agressões em Assis Chateaubriand. Popularmente conhecido por “Neco” e “Papai Noel”, recentemente o andarilho foi o centro das atenções após a Associação Comercial (ACIAC), a pedido de comerciantes, protocolar junto ao Ministério Público um abaixo-assinado pedindo a internação compulsória do homem, que se recusava a passar por tratamento.

Por diversas vezes, Edevaldo agia de forma agressiva contra pessoas na área central da cidade, assim como também era alvo inúmeras agressões físicas e verbais. Além disso, “Neco” costumeiramente fazia suas necessidades fisiológicas em plena Avenida Tupãssi, de fronte aos estabelecimentos comerciais.

Por estas razões, a associação comercial buscou uma solução junto à Justiça.

Nesta segunda-feira (10), por volta de 1h00, ele veio a óbito em Toledo, onde estava internado desde o dia 29 de dezembro no Centro Hospitalar do Oeste (HCO), após ter passado mal no enquanto fazia tratamento psiquiátrico inicial no Hospital Filadélfia, em Marechal Cândido Rondon, aonde chegou no dia 27 de dezembro, segundo informações de Roberto Cosme dos Santos, coordenador do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) de Assis Chateaubriand, órgão responsável pelo encaminhamento do morador de rua. De acordo com os especialistas que cuidaram do senhor "Neco" desde quando foi internado, ele estava muito debilitado com problemas pulmonares e renais.

Na manhã de segunda-feira, o CREAS enviou comunicado à Juíza Diretora do Fórum da Comarca de Assis Chateaubriand, Claudia de Campos Mello Cestarolli, uma vez que foi através do pedido à Justiça que se conseguiu o internamento do cidadão.

Não se sabia ao certo, mas Edevaldo Horas de Araújo aparentava ter entre 70 e 80 anos de idade. Nunca se teve exata informação sobre o paradeiro de seus familiares, pois nunca foram encontrados.

O corpo de “Neco” foi velado a partir das 13h30 numa sala ao lado da Capela do Santíssimo, da Paróquia Nossa Senhora do Carmo e o sepultamento foi realizado no Cemitério Jardim da Paz  em Assis Chateaubriand por volta das 16 horas,

Reportagem: Erico Malvezi/William Borges/Gean Senhorini

Cascavel - Cinco pessoas ficaram feridas após o carro em que elas estavam, um Gol, placas de Toledo, capotar na BR 467 neste domingo (09), em Cascavel. De acordo com informações a pista estava molhada e logo após uma curva o motorista perdeu o controle da direção e o carro capotou próximo ao viaduto do Contorno Oeste.

Duas ambulâncias e o médico do Siate foram acionados para atender as vítimas. Um caminhão dos Bombeiros também esteve no local.

O grupo seguia de Assis Chateaubriand a Cascavel onde participariam de um curso. O motorista Fábio Luiz de Camargo, de 37 anos, bateu a cabeça e sentia dores no tórax. As passageiras Ana Paula Muller, de 22 anos, Marli Hubner, de 52 anos, Bethânia Roman Segantini, de 23 anos e Vanessa Ribeiro Zufo, de 24 anos, sofreram ferimentos moderados e foram encaminhadas as UPAs 1 e 2 (Unidade de Pronto Atendimento).

Após capotar, o veículo Gol foi parar na canaleta que divide as duas pistas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e registrou a ocorrência.

Fonte - Catve

 

Da Assessoria

 

O prefeito do município de Assis Chateaubriand, Marcel Micheletto, participou na noite desta segunda-feira (03), da reabertura dos trabalhos do Poder Legislativo.

 

Durante a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores, o prefeito  destacou que a mesma sintonia ocorrida em 2013 entre o Executivo e Legislativo já esta se repetindo este ano. “Não poderia deixar de participar esta primeira sessão deste ano e a harmonia e sintonia ocorrida durante todo o ano que se passou entre os poderes constituídos em Assis contribuiu muito para que superássemos nossas metas, portanto esse diálogo continua durante este ano”, destacou Marcel Micheletto.

 

 Em sua mensagem, Marcel prestou contas do que foi realizado durante todo o ano passado e falou também dos investimentos previstos para os próximos anos, além de destacar as obras em andamento e as já concluídas em 2013. “Não adotamos recesso neste ano e durante este período muitas coisas ocorreram, destaco aqui na área da agricultura, patrolamento e pedra brita nas estradas rurais, na saúde os recursos que iremos receber do governo para melhorar esta área. Já na educação acabo de anunciar o piso nacional do magistério entre outros avanços da categoria, além da assistência social que tem cumprido com o seu papel com os inúmeros programas que tem atendido aqueles que realmente necessitam, enfim em todas as áreas melhoramos muito”, lembrou.

 

“Atravessamos um ano difícil, principalmente pela forma com que encontramos a prefeitura, mais conseguimos trilhar o caminho da austeridade nos gastos públicos, com a ajuda de todos os servidores, câmara de vereadores, secretários, com a apoio da população que tem compreendido o nosso trabalho, mais acima de tudo com muita criatividade fechamos o ano de forma positiva”, declarou.  

 

 Desde que assumiu o Paço Municipal, Marcel Micheletto adotou, instrumentos de planejamento estratégico e de participação da sociedade nas ações do governo. “Estamos vivendo um momento histórico no município. Estamos trabalhando às claras, vamos dia a dia buscar a transparência em tudo o que fazemos. Nossos munícipes necessitam de mecanismos que os ajudem a combater a corrupção, os desvios de verba e tudo aquilo que faz mal à administração pública”, considerou Marcel Micheletto.

 

O prefeito desejou ainda sucesso aos novos legisladores. “Vamos juntos promovermos um governo de conquistas para assim desenvolvermos o nosso município”, finalizou.

 

Da Assessoria

O prefeito Marcel Henrique Micheletto esteve na manhã de hoje (05) entregando no pátio de máquinas, principalmente para o pessoal da limpeza pública, cerca de 84 kits de uniforme, compostos de cinco peças: duas camisetas manga curta, uma camiseta manga longa, duas calças, um boné, duas botinas e um chapéu.

De acordo com o secretário de Obras, Juan Carlos Alves, com o uniforme a população conseguirá identificar mais fácil os funcionários responsáveis pela limpeza, tapa buraco, poda de árvore. “Com esses uniformes haverá uma padronização. Além disso, o prefeito Marcel está mostrando que veio para valorizar o funcionalismo público. Já estamos revisando a insalubridade e a Câmara deve votar nos próximos dias o aumento de 6% do reajuste inflacionário do salário”. Juan destacou ainda o belíssimo trabalho que as equipes vem realizando por todo o município.

Para o prefeito Marcel, esse é mais um dos compromissos assumidos que está sendo cumprindo. “No ano passado fizemos toda a medição desses uniformes com os servidores, participei ainda de uma reunião com eles, eles me cobraram isso e então agora estamos cumprindo esse compromisso. Eu acredito que esse é mais um momento oportuno que nós estamos mostrando para os servidores que temos um carinho muito especial para com eles. Antigamente eles não tinham uniformes, agora estamos padronizando, assim a população vai saber e identificar nas ruas quem são os responsáveis pela limpeza. Estou muito feliz, pois era um compromisso assumido e estamos cumprindo”.

O prefeito Marcel destacou ainda a valorização que o funcionalismo público está tendo. “Após anunciarmos o pagamento do Piso nacional do magistério anunciamos também o reajuste de 6% de todos os funcionários. Fico feliz e satisfeito em estar conseguindo cumprir algumas antigas reivindicações”.

 

Reivindicação antiga

De acordo com a servidora Dayane Nunes Barbosa, do setor do lavador, o uniforme representa mais respeito para com os funcionários. “Quando vamos para a rua, vamos ter mais valor, vamos ser mais reconhecido. Estou muito contente, pois nunca ganhamos uniforme”. Em relação ao aumento de 6%, Dayane comemorou a notícia eufórica. “Eu ainda não sabia desse aumento, para mim isso é ótimo. O Marcel quando entrou, igualou nosso salário ao mínimo, ele está valorizando o nosso trabalho. Eu estou gostando”.

 

Da Assessoria

 

O prefeito Marcel Henrique Micheletto, acompanhado pelos vereadores Aguinaldo Romanini, Madalena Rech, Vera Pestana, Francisco do Nascimento (Chiquinho), Luiz Quemel e Nataniel Ferreira, pela professora Marineide Azevedo Dioto, diretores das escolas e pelo responsável pela implantação e técnico da Regional da Celepar em Cascavel, Heverton Vivan, assinou na manhã desta quinta-feira (06) o termo de adesão de recebimento do Telecentro Comunitário oportunizado pelo Governo Estadual, através da secretaria de Assuntos Estratégicos.O Telecentro, que foi montado na Casa da Cultura, tem como objetivo promover o desenvolvimento social e econômico das pessoas atendidas, reduzindo assim, gradativamente a exclusão social e criando oportunidades aos cidadãos.

 

Na assinatura do termo de adesão, o prefeito Marcel destacou que o município já conta com um Telecentro, do Governo Federal, e que a partir de agora passará a contar com dois. “Já temos instalado um na Casa da Cultura e agora com esse do Governo Estadual é o segundo. Vamos ainda solicitar ao secretário Casagrande (responsável pela Secretaria de Assuntos Comunitários) mais Telecentros, pois nosso objetivo é descentralizar, é levar para os bairros, distritos o acesso gratuito à internet e aos serviços do Governo”, afirma.

 

Segundo o técnico de redes computacionais da Celepar em Cascavel, Heverton Vivan, o espaço cidadão é utilizado para a inclusão e qualificação de qualquer pessoa. “Qualquer pessoa poderá utilizar, acessar a internet, fazer o serviço do correio eletrônico, os cursos presenciais ou à distância, tem ainda capacitações e web conferências. Em Curitiba há um sistema que proíbe alguns acessos, então dificilmente alguém conseguirá burlar.

 

Para o presidente do legislativo chateaubriandense, vereador Aguinaldo Romanini, o telecentro oportunizará a todos o acesso às informações e cursos do governo, além da internet. “Olha eu acredito que através dos cursos, esse telecentro servirá como forma de humanizar as pessoas, de ensinar e de educar”, destaca.

Assis Chateaubriand - Nos últimos dias, vem faltando água com frequência em Assis Chateaubriand. As torneiras secas ou com baixa pressão está virando rotina diária em diversas regiões da cidade. Com isso, há momentos que falta água até para o banho.

O incômodo fez com que muitos moradores ligassem para a Rádio Jornal reclamando e pedindo explicações da situação. Por esta razão a reportagem Rádio Jornal falou por telefone com Fábio Leal de Oliveira, gerente regional da Sanepar – companhia que abastece o município.

Veja o que Fábio disse em relação ao motivo para a falta de água em Assis Chateaubriand:

“Esse é um período que estamos enfrentando em todo o Brasil com uma estiagem intensa, no estado do Paraná na região oeste e sudoeste do Paraná e na região sul do Brasil, estamos enfrentando uma estiagem a mais de 20 anos não vista. Isso tem contribuído significativamente para aumentar o consumo de água. Nesse período, no mês de janeiro, por exemplo, aumentou-se o consumo em mais de 10%, o consumo de cada pessoa de Assis e região oeste em comparação à dezembro do ano passado que já foi um período intenso de calor, porém, com mais períodos de chuva”.

“Desde janeiro de 2014 até agora, não tivemos chuvas significativas e pelo contrário, está se elevando as temperaturas nas quais batemos recordes em todas as cidades, Assis não é diferente e isso tem aumentado muito o consumo de água e esse consumo não tem sido para abastecimento humano ou dessedentação humana. Isso tem sido para lavar calçada, para aguar jardim, para molhar a grama e a nossa água não é prioritariamente para esse tipo de uso.

“Água portável é para ser usada nas nossas necessidades fisiológicas. Quando usamos essa água para lavar calçada, carro, ou aguar o jardim, está jogando ela fora e isso tem provocado desabastecimento em Assis Chateaubriand, pois não conseguimos suprir toda essa demanda excessiva que está acontecendo devido a esse calor. Estamos investindo desde o ano passado. Fizemos uma série de obras que melhorou o sistema. Mas, estamos enfrentando uma situação excepcional e enquanto não houver uma chuva significativa, não aquela que vai 100 milímetros em uma hora, isso acaba piorando a situação. “Precisamos de uma chuva contínua por um período de tempo, enquanto isso não ocorre teremos dificuldades”, explica.

De acordo com Fábio, a instalação de poços artesianos deverá resolver o problema da falta de água em Assis Chateaubriand, uma vez que irá quase que dobrar a produção no município, ele destaca o possível prazo de término dessa obra “Uma obra com mais de R$ 3 milhões que está sendo executada neste momento, a parte de tubulação que vem de lá do poço, 07 km até na cidade, essa parte já está concluída. Agora estamos na fase de concretagem dos reservatórios e das unidades de bombeamento, interligação da parte elétrica e está num andamento bom essa obra, mas ela vai demorar de dois a três meses para entrar em operação. Então, até que ela entre em operação nós não conseguimos suprir essa demanda de água que está sendo excessiva neste momento”, relata.

Fábio ressalta que é importante que os moradores colaborem utilizando água de forma consciente “O que nós comparamos é o seguinte, quando chove ou a temperatura ta baixa, com uma temperatura mais amena nós temos água e conseguimos estabilizar todo o sistema e deixar todos com água, mas na falta de chuva e as temperaturas se elevando, aí o consumo dispara, ele aumenta drasticamente e nesse momento nós não conseguimos atender esse aumento drástico da demanda. Daqui mais alguns dias que entra em operação os postos, aí sim nós teremos a demanda para atender o consumo por mais de 10 anos tranquilamente, Assis Chateaubriand”.

“Mas até lá preciso contar com o apoio e a compreensão da população que nos ajude a economizar água para que não falte, o que infelizmente temos de lembrar é situação que nas regiões fora da Avenida Tupãssi que é o ‘espigão’ da cidade, duas ou três quadras para baixo você passa e tem gente lavando carro ou calçada e a água escorrendo fora e o pessoal na Tupãssi não tem água. Precisamos ter consciência, nessa condição de que precisamos neste momento dessa estiagem intensa e do aumento da temperatura, desse tanto que está acontecendo economizar água”, orienta.

Hoje, segundo dados da Sanepar, são produzidos 6,8 milhões de litros de água tratada, por dia, em Assis Chateaubriand. Os dois novos poços em construção nas proximidades da AABB, entre a sede do município e o distrito Encantado do Oeste, produzirão diariamente 5 milhões de litros, com uma vazão de 125 mil litros/hora, conforme informa a companhia. Assim, a capacidade de produção aumentará 75% no município, chegando a 11,8 milhões litros ao dia.

Para isso, foram construídos 6,5 quilômetros de tubulações, que passam pelas avenidas Brasil e do Bosque, e transportarão a água dos novos poços para o reservatório central na Avenida Tupãssi. O projeto conta também com um reservatório intermediário com volume de 300 metros cúbicos.

O investimento total é de R$ 3,5 milhões.

Por: William Borges/Gean Senhorini

Na quarta-feira (05), foi comemorado o dia nacional da mamografia. Nesta data, o Conselho Federal de Medicina (CFM) criticou portaria do Ministério da Saúde que excluiu as mulheres de até 49 anos de realizar mamografia diagnóstica bilateral pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o presidente do conselho, Roberto Luiz D'Avila, estados e municípios terão que arcar com os exames em mulheres fora desta faixa etária, ou então, as mulheres farão apenas o exame unilateral, ou seja, em apenas uma mama "A mamografia unilateral é a maneira que países pobres, países que não se preocupam com a qualidade da atenção, que não ligam para saúde do seu povo, vão utilizar. Então, no momento hoje isso não é mais preconizado. A mamografia diagnóstica que rastreia o câncer de mama e salva vidas é a mamografia bilateral diagnóstica. O que se observa é que passou a existir uma restrição onde não existia. A Lei de 2008 (Lei 11.664/08) não fala de restrição para mulheres de 40 a 49 anos. Essa portaria é que diz: não, só a partir dos 50. Antes dos 50, terá que ser unilateral, a não ser que o município complemente. Como eu disse, é a União se desonerando, de despesas e passando essa despesa para o município, que também tem sérias dificuldades de caixa", explica.

O Ministério da Saúde rebateu as críticas do Conselho Federal de Medicina. O ministério afirma que a portaria não restringe o acesso à mamografia no SUS e que as mulheres têm acesso ao exame preventivo. Segundo a nota, a faixa etária de 50 a 69 anos é definida como público prioritário pela Organização Mundial da Saúde.

A nota ressalta ainda que na semana passada, o Ministério da Saúde decidiu disponibilizar mais de R$ 3,7 milhões por ano para estimular as unidades de oncologia a ampliar o acesso a exames de detecção precoce.

A deputada catarinense, Carmen Zanotto (PPS), pretende convocar uma audiência pública para que o ministério e os especialistas possam esclarecer melhor a medida adotada "Nós vamos pedir uma audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família, tão logo seja instalada, para a gente ouvir dos técnicos do ministério e dos especialistas o porquê disso, se existe algum estudo que comprove que pode ser a partir dos 50 anos ou é porque nós não estamos dando conta de fornecer os procedimentos de mamografia a todas as mulheres com mais de 40 anos”, relata.

A deputada paranaense Rosane Ferreira (PV) ressaltou a sanção da lei, originada da Câmara, que obriga o SUS a realizar cirurgia plástica reparadora em mulheres que retiraram a mama devido a câncer no mesmo procedimento cirúrgico "Esta casa aprovou recentemente uma lei que obriga o Sistema Único de Saúde a reconstruir através de cirurgia plástica as mamas de mulheres submetidas à mastectomia, ou seja, enquanto nós avançamos, no cuidado com as mulheres, o ministério, na contramão, restringe ainda mais a faixa etária de detecção precoce", analisa.

Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos de câncer a cada ano. Quando o tumor é detectado em seu estágio inicial, a possibilidade de cura é de mais de 90%.

 Fonte: Agência Câmara de Notícias

Da Assessoria

Aproximadamente três mil crianças iniciaram na manhã desta quarta-feira (05) as aulas em Assis Chateaubriand, nas 14 escolas municipais e nos quatro Centros de Educação Infantil (Cmei).

O prefeito Marcel Henrique Micheletto, acompanhado pela professora Marineide Azevedo Dioto, pelo presidente da Câmara, Aguinaldo Romanini, vereador Francisco do Nascimento (Ciquinho), equipe pedagógica da secretaria de Educação e ainda pelos professores e diretores das escolas estiveram acompanhando o início das aulas na Escola Municipal Dr. Luiz Osíris e na Escola Municipal Professora Odila de Souza Teixeira.

Nas duas escolas, o prefeito ressaltou a importância da convivência escolar, do aprendizado, bem como da participação dos pais na vida escolar dos alunos.

 

Da Assessoria

O município de Assis Chateaubriand realiza nessa sexta-feira (07), a partir das 14h uma audiência pública no Centro de Educação Ambiental “Dionísio Binatti”, localizado no Horto Florestal São Francisco de Assis, para debater as diretrizes da lei 12,305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidas e sua obrigatoriedade de cumprimento até o mês de agosto desse ano.

De acordo com informações, o município de Assis, como forma de cumprimento da lei, pretende implantar um Parque Industrial com instalação de uma Usina que utilize tecnologia de ponta capaz de permitir a transformação dos resíduos sólidos, em produtos úteis e sadios ao Meio Ambiente com a perspectiva de eliminação de lixões e, também de Aterro Sanitário com Inclusão Social. O projeto foi amplamente debatido no fim do ano passado.

 

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.