Gean Senhorini

Gean Senhorini

Descobrir os problemas auditivos ainda na infância é a melhor maneira de combater a surdez. Por isso as maternidades brasileiras realizam nos recém-nascidos a Triagem Auditiva Neonatal, também chamada de Teste da Orelinha.

O bebê passa pelo exame enquanto dorme e não sente nenhum incômodo, como explicou a otorrinolaringologista Jeanne Oiticica.

O exame dura de cinco a dez minutos e para que seja realizado é colocado um fone no ouvido do bebê.

De acordo com a médica, 60 por cento dos casos de surdez em crianças são de origem hereditária ou desenvolvidos durante a gestação.

Br mais News

Tendo uma das maiores taxas de juros, o cartão de crédito deve ser usado com cautela. Veja dicas para não gastar mais do que deve!

Algumas pessoas recorrem ao cartão de crédito quando querem comprar alguma coisa e não têm dinheiro na conta. Pelo menos é este o motivo dado por 32 por cento dos entrevistados que têm cartão de crédito em pesquisa do SPC Brasil: adquiriram o cartão para poder consumir mais. Mas, será esse o pensamento mais seguro, em termos financeiros, na hora de recorrer a esta ferramenta de compra? “O cartão de crédito traz conveniência e segurança porque viabiliza uma compra, mesmo que o consumidor não disponha de dinheiro no momento do uso. Mas para usufruir das vantagens, é preciso controle para que a pessoa não gaste mais do que efetivamente possa pagar”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

A pesquisa do SPC Brasil sobre o uso do cartão de crédito identificou que 12 por cento dos brasileiros que utilizam essa modalidade de compra já ficaram com o nome sujo justamente por causa do cartão. “Os consumidores que não quitam o valor integral da fatura correm o risco de cair no efeito ‘bola de neve’, já que hoje, a taxa média cobrada nessas operações gira em torno de 450 por cento ao ano”, diz Vignoli. Assim, em uma época de inflação alta, juros subindo e o desemprego batendo à porta, o cuidado ao usar o cartão de crédito deve ser ainda maior, afinal, esta é época para poupar e evitar dívidas. Para resumir: se for usar o cartão, certifique-se de se planejar bem financeiramente e caso não tenha certeza de que terá dinheiro para pagar a fatura, é melhor deixar o cartão em casa.

Veja sete dicas para fazer o melhor uso do cartão de crédito e não se endividar:

1 – Evite compras parceladas

Para 58 por cento dos entrevistados que usam o cartão como meio de pagamento na pesquisa do SPC Brasil, o uso do cartão está associado a querer algo e não poder pagar à vista, precisando parcelar a compra –  sendo que roupas, calçados e eletroeletrônicos são os itens mais comprados no crédito. Em média, essas pessoas possuem 4 parcelas para serem pagas. “O problema das compras parceladas é que elas favorecem o descontrole financeiro. Afinal, somando valores supostamente baixos de várias compras, ao final do mês, você terá uma quantia alta para pagar. Assim, juntar o dinheiro e pagar o item à vista é sempre melhor”, diz Vignoli.

2 – Cuidado com os pequenos gastos

Você pode até não fazer grandes compras no cartão, mas coloca lá todos os almoços, cafés, estacionamento, lembrancinhas, cinema, etc. Esses pequenos gastos podem ser um problema se não há controle financeiro porque facilmente podem se tornar uma alta quantia no final no mês. Além disso, quando são feitos via uma forma de pagamento na qual você não vê o dinheiro saindo da carteira ou da conta, o susto pode ser maior ainda. Por isso, a não ser que tenha suas compras e despesas muito bem organizadas e controladas, tome muito cuidado ao usar o cartão de crédito para qualquer que seja a compra.

3 – Prefira o cartão apenas para compras de valor maior

Somente quem é muito organizado financeiramente não se perde nos gastos usando o cartão para todas as compras no mês. Assim, para evitar dívidas, o melhor é usar o cartão de crédito apenas em compras maiores e/ou urgentes, que necessitam de parcelamento ou de pagamento somente no mês seguinte. Por exemplo, se a geladeira quebrou, não há conserto e é preciso adquirir uma nova, mas você não possui todo o valor para pagamento à vista. Neste caso, o cartão é um facilitador. Mas ainda assim é necessário fazer todas as contas para pagar em dia e evitar fazer outras compras no cartão para não onerar o seu orçamento.

4 – Acompanhe seus gastos com frequência

Administre seus gastos. De acordo com a pesquisa do SPC Brasil, o controle dos gastos feitos com o cartão de crédito é praticado por apenas 49 por cento dos entrevistados que têm cartão de crédito, sendo que 34 por cento não sabem o número de parcelas das compras realizadas. Para fazer esse acompanhamento, guarde comprovantes e confira a sua fatura com a maior frequência possível, para não extrapolar o limite de gastos. Além disso, examine atentamente o extrato mensal para saber, por exemplo, como pode economizar no próximo mês. Você pode anotar todos os seus gastos em uma planilha, caderninho ou mesmo num aplicativo que organize finanças. Pode também usar a própria fatura como acompanhamento, se fizer isso com uma frequência razoável. O importante é acompanhar e controlar suas despesas e compras. “Acompanhar fatura e o total de gastos pelo menos uma vez por semana é fundamental não apenas para detectar possíveis cobranças indevidas, mas também para controlar seus gastos”, lembra o educador financeiro.

5 – Nunca pague o mínimo!

Segundo a pesquisa do SPC Brasil, apenas 19 por cento dos que usam cartão de crédito como forma de pagamento dizem saber qual a taxa de juros mensal cobrada, caso seja pago o valor mínimo da fatura. “Os juros praticados no rotativo do cartão, cobrado quando a fatura é atrasada ou quando pagamos o mínimo, são um dos mais altos. Nestes casos, o recomendável é fazer ajustes drásticos no orçamento para poder pagar a fatura em dia. Se nem isso resolver, é possível pegar um empréstimo consignado no banco e quitar 100 por cento da fatura do que acumular uma dívida com juros tão altos”, diz Vignoli. Ou seja, para não se endividar, fuja do crédito rotativo, ou seja, não faça o pagamento mínimo do cartão. Uma fatura não paga de R$1.000 no cartão de crédito se transforma em uma dívida de mais de R$4.000 em um ano.

6 – Cuidado com as taxas

A chamada anuidade é a taxa paga à operadora para o uso do cartão. Ela pode ser paga à vista ou em parcelas mensais. “As taxas variam de uma administradora para outra. Ou seja, se estiver insatisfeito com a sua, procure negociar o valor ou mesmo a isenção”, aconselha Vignoli. Outro conselho do especialista é avaliar o tipo de cartão que possui, o que também barateia ou encarece a anuidade. Por exemplo, não adianta ter um ‘internacional’, que custa mais caro, se você não vai fazer compras no exterior. Os ‘nacionais’ normalmente têm custos mais baixos. Além disso, é preciso verificar o valor total da anuidade. Como em muitos casos ela é cobrada em parcelas, pode parecer uma valor baixo. Mas quando vemos a soma anual, dá para perceber que o valor é bem relevante.

7 – Evite ter muitos cartões

Cuidado com o número de cartões na carteira. “Uma parcela expressiva da população possui mais de um cartão e, ainda assim, ignora a cobrança de anuidades, juros e os riscos de não pagar uma fatura integral”, afirma Vignoli. Reflita se somente um cartão atende bem suas necessidades. E, mesmo que lhe ofereçam um cartão sem taxa de anuidade, se não for precisar dele de fato, por que duplicar as chances de perder o controle de seus gastos? Além disso, quanto mais cartões se tem, mais fácil extrapolar o orçamento, já que o gasto final é a soma de todos os limites dos vários cartões!

Da Assessoria

A medida adotada pelo município de Assis Chateaubriand, em notificar os proprietários de terrenos baldios para que limpem os mesmos tem surtido efeito na cidade. Segundo a secretaria de Agricultura, Meio Ambiente, Serviços Urbanos e Obras, muitos proprietários nem chegaram a serem notificados e providenciaram a limpeza. Por outro lado, em alguns casos, o município realizou a limpeza e aplicou multas. A mesma varia entre R$ 548,95 a R$ 1.644,00.

“A responsabilidade da limpeza destes terrenos é dos proprietários. Se no prazo de cinco dias após a notificação não realizarem a limpeza, vamos sim multar e a realizar a limpeza. Esperamos com este trabalho solucionar os problemas de saúde e segurança pública”, declarou o Secretário da pasta Juan Carlos Alves.

Além do cuidado com as plantas e matos altos, que acabam crescendo mais rápido no verão, época que é preciso realizar no mínimo duas limpezas por mês é preciso estar atento ao entulho que é jogado nesses terrenos que são verdadeiros criadouros de animais peçonhentos e principalmente do mosquito transmissor da dengue com esse volume de chuvas. Caso seja encontrado focos do mosquito será encaminhado para o Ministério Público e o cidadão terá sua responsabilidade criminal.

Os moradores de Assis Chateaubriand podem colaborar com o trabalho da prefeitura denunciando os terrenos sujos e seus respectivos proprietários. O telefone para denúncia é o (44) 3528-1233.

 

Da Assessoria

O atleta chateaubriandense Matheus Santos assinou esta semana, contrato de 2 anos com a Linense, equipe de da cidade de Lins, interior de São Paulo. O atleta irá defender o time paulista da categoria sub 20 nas próximas duas temporadas. Matheus iniciou sua carreira como atleta de futebol, na escolinha pertencente a Secretaria de Esportes de Assis chateaubriand, aos 8 anos de idade.

A caminhada até chegar ao seu objetivo, não foi das mais fáceis. O chateaubriandense passou por uma série de testes realizados no mês de agosto do ano passado sob o comando de um dos representantes do clube paulista, o professor Hélio Sarcedo. Após idas e voltas a Lins, finalmente seu objetivo foi alcançado e Matheus iniciou no início deste ano os treinos com a equipe sub 20.

Hoje com 18 anos de idade, Matheus afirma estar desfrutando do principal momento em sua carreira. “Estou muito satisfeito em assinar contrato com a equipe da Linense porque sei da ótima estrutura existente aqui. Acredito que com muita dedicação, posso chegar ao meu objetivo principal, que é a equipe principal da Linense. Espero que todos torçam por mim”. Concluiu Matheus.

 

Da Assessoria Taça Edesio Siloti

O município de Goioerê também terá uma boa representatividade no 23º Campeonato Regional Livre de Futebol Suíço dos Jardins Jussara e Panorama em Assis Chateaubriand, “Taça Edesio Siloti”. Além da tradicional equipe da Unimed Centro-Oeste, o município confirmou na manhã desta quinta-feira, 11, o Sport Goioerê como seu segundo representante no campeonato.

Com o Sport Goioerê confirmado, a competição chega a 22 vagas preenchidas, restando apenas três para atingir o número desejado pelos organizadores, que é de 25 participantes. Ainda esta semana são aguardadas as confirmações de mais uma equipe de Cascavel, Marechal Cândido Rondon, Vera Cruz do Oeste, Altônia, Céu Azul e Palotina, que manifestaram intenção em participar, porém ainda não oficializaram suas presenças. Segundo os organizadores, os três que confirmarem primeiro, vão para o sorteio no arbitral do dia 26, os demais ficarão na espera caso haja desistência.

Premiação

A edição deste ano da competição irá pagar R$26.400,00 aos quatro primeiros colocados, artilheiro e goleiro menos vazado. O campeão recebe R$12 mil reais e troféu, o vice R$6 mil reais e troféu, o 3º lugar R$4 mil reais e troféu, o 4º lugar R$3 mil reais e troféu, artilheiro R$700 reais e troféu e o goleiro menos vazado, também R$700 reais e troféu. Com promoção da Sino Pneus, se o artilheiro fizer mais de 19 gols na competição, ultrapassando a marca do jogador Zezinho, maior artilheiro de todos os tempos do campeonato, irá receber mais R$700 reais como premiação.

Inscrições

Para participar da competição cada equipe paga taxa única de R$1.500,00. Os interessados em participar deve confirmar presença através dos fones 44: 99945: 8476 ou 44: 3528: 0035. A competição conta com total apoio da Secretaria de Esportes de Assis Chateaubriand. Confira no banner as equipes confirmadas até o momento:

Da Assessoria

Na manhã de quinta-feira (11) o vice-prefeito de Jesuítas, Edicarlos Grizotto, recebeu no gabinete, a visita de um campeão jesuitense, o multi-atleta Jeferson Ferreira. O objetivo da cordial visita foi o de informar ao gestor municipal, o calendário em que o atleta e seu parceiro de provas, o também campeão de ciclismo, Reynaldo Gasparello Serea, irão participar neste ano. Edicarlos reiterou o apoio do município aos atletas e desejou sucesso. “Apoiamos no ano que passou e continuaremos dando o apoio que nos for possível. O Jeferson e o Reynaldo são motivos de orgulho para todos nós, para cada jesuitense.

Nosso desejo é de que obtenham êxito em todas as provas que disputarem nesse ano” ressaltou Edicarlos. Jeferson agradeceu o apoio recebido e lembrou as provas internacionais que participarão. “Estamos agradecidos pelo apoio, porém, precisamos de mais apoio ainda, neste ano, já que estaremos disputando algumas provas internacionais. Vamos continuar na busca de bem representar nosso município, nosso estado e nosso país, mas, necessitamos de empresas e parceiros que possam investir com a gente”, finalizou o campeão.

 

Confira as provas mais importantes no calendário dos atletas para este ano:

• Tour do Paraguay (ciclismo) – 26, 27 e 28 de Janeiro – Prova Internacional;

• Tour de Santa Catarina (ciclismo) – 11 e 12 de Fevereiro;

• Campeonato Paranaense (ciclismo) – 13 de Março;

• Brasileiro de Duathlon em Minas Gerais – 09 de Abril;

• Prova 1º de Maio em Indaiatuba São Paulo – 01 de Maio;

• Duathlon no interior de São Paulo – Junho;

• Prova 9 de Julho (ciclismo) – Prova Nacional e televisionada;

• PowerMan Brasil em São Paulo (duathlon) – Agosto;

• Campeonato Brasileiro de Duathlon em São Luiz – Maranhão e Ultra Maratona do Mato Grosso de Ciclismo (Mtb) – Setembro;

• Campeonato Paranaense (ciclismo) – Outubro;

• Campeonato Brasileiro de Duathlon em São Paulo – Novembro;

• Volta da Argentina de Ciclismo – Dezembro;

Os atletas agradecem também aos patrocinadores: Copacol – Sicredi Nossa Terra – Prefeitura Municipal de Jesuítas – Academia Planeta Fitness – Reynaldo Byke Fit.

Da Assessoria

Após o sucesso das realizações dos Jogos Oficiais do Estado em 2017, a Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET) divulga o calendário para 2018. A programação inclui as principais competições esportivas do Paraná: Jogos Abertos (JAPS), Jogos Paradesportivos (Parajaps), Jogos Escolares (JEPS), Jogos da Juventude (JOJUPS), Jogos Universitários (JUPS) e Bom de Bola.

Os Jogos terão início no dia 4 de maio, com a realização das 16 fases regionais dos JEPS, e seguem até 5 de novembro, último dia de disputas dos Parajaps.

Além dos eventos da SEET, o cronograma também já prevê as datas em que acontecem os Jogos Escolares da Juventude, organizados pelo COB, e que contam com a participação da delegação paranaense, cuja convocação é com base nos campeões dos JEPS.

Fora as fases finais, serão 32 fases regionais dos JEPS, 32 do Bom de Bola, 24 dos JAPS e 12 dos JOJUPs. O calendário também prevê 8 macrorregionais do JEPS e outras 8 do Bom de Bola., totalizando 125 sedes ao longo do ano.

 

 Da Assessoria

O calendário 2017 da Secretaria de Esportes de Assis Chateaubriand terminou a pouco mais de 20 dias, porém os trabalhos para 2018 já recomeçaram e a primeira competição do ano já foi lançada. Esta semana a secretaria anunciou que irá realizar um circuito de verão em várias modalidades e a primeira a movimentar a bola, será o futsal, com uma competição destinada as categorias masculino e feminino livre e masculino de 40 anos, para atletas nascidos até 1978.

As equipes interessadas devem entrar em contato com a Secretaria de Esportes com a máxima urgência, pois são vagas limitadas apenas para 10 equipes em cada categoria. A taxa de inscrição é um Kg de alimento por atleta e cada equipe terá direito de inscrever 12 atletas. Os jogos serão realizados durante a semana após as 18h00 no GETAN e a premiação será com troféus e medalhas aos primeiros colocados de todas as categorias.

O secretário de esportes Elder Coutinho se diz bastante animado com o circuito e promete realizá-lo em outras modalidades. “Espero que ete circuito movimente o esporte chateaubriandense, já que estamos ainda em período de férias e é uma ótima oportunidade para aproveitar o horário de verão. Convidamos a todos para prestigiar mais este evento, pois temos a intenção de promover este circuito também nas modalidades de vôlei de areia, futevôlei e outras”. Concluiu Elder.

Da Assessoria

A Confederação Brasileira de Karate Interestilos divulgou esta semana o credenciamento nacional de árbitros para 2018, e para a grata satisfação dos chateaubriandenses, a professora Vera Lucia Fritola Evangelista, aparece no ranking como a número 1 do Brasil. Para atingir este feito, além de obter nota máxima nos testes, é preciso ter no mínimo o 4º Dan. Vera Fritola obteve nota 10,0 na prática e possuiu o 6º Dan como faixa preta, atendendo com isso todos os requisitos da CBKI.

Os árbitros nível A nacional, como Vera, atuarão como árbitro principal e como auxiliar nas competições promovidas pela CBKI ao longo do ano em todo o território nacional. Vera entende que esta conquista vem do esforço e dedicação de muitos anos a modalidade. “Minha vida é o karate. Me dedico a este esporte, a quase 40 anos e esta conquista veio justamente deste esforço e dedicação”. Comentou Vera.

Os feitos da família Fritola Evangelista no karate vem a cada ano ultrapassando fronteiras. Além de Vera, o professor Luiz Carlos Evangelista também possui atuações de destaque dentro não só da Federação Paranaense de Karate Interestilos como também da CBKI. Leonardo Thadeu Evangelista Fritola, um dos filhos, conquistou em 2016 o vice-campeonato mundial de karate e Larissa Mria Fritola Evangelista vem sendo destaque em várias competições estaduais, nacionais e internacionais.

Bem Paraná

A Justiça Eleitoral do Paraná fechou o ano de 2017 com a marca de 6.642.360 eleitores cadastrados para o voto biométrico. no qual o eleitor é identificado através das impressões digitais - o que equivale a 84,03% do eleitorado. Em números absolutos, o Estado ficou em segundo lugar no país no processo de revisão biométrica nacional. Em primeiro lugar aparece São Paulo, com 10.648.557 eleitores, o que equivale a 32,54% do eleitorado daquele Estado.

Se comparado o resultado com o do Rio Grande do Sul, que possui uma estrutura semelhante a do Paraná, o TRE gaúcho já revisou 4.352.808 eleitores, o equivalente a 52,15% e ocupa a quinta posição nacional, atrás de Bahia e Pernambuco, que aparecem, respectivamente, em terceiro e quarto lugares.

Ao todos, 182 municípios do Paraná passaram por revisão biométrica obrigatória no ano passado. Foram registrados 2.367.280 atendimentos, o que equivale a 116,73% da meta prevista para o ano. Segundo o TRE, a meta foi atingida dois meses antes do prazo final, que terminou dia 15 de dezembro, com uma média de 205.850 eleitores atendidos por mês.

A biometria é um método tecnológico que permite reconhecer e identificar uma pessoa por meio de suas impressões digitais, que são únicas. Não existem duas impressões digitais iguais. Na Justiça Eleitoral, o cadastro biométrico é utilizado para tornar as eleições ainda mais seguras e prevenir fraudes.

No dia da votação, após a prévia apresentação dos documentos, a identidade do eleitor será confirmada por meio da sua impressão digital. Se o mesário tiver dúvidas com relação ao eleitor, ou se a sua digital não for reconhecida, ele terá à sua disposição a folha de votação com as fotos de todos os eleitores daquela seção, a qual poderá recorrer para a confirmação da identidade.

Mutirão - O Paraná possui exatos 7.904.562 eleitores. Em 2009, o município de Balsa Nova, na região metropolitana de Curitiba, inaugurou a biometria no Estado. Desde então, a Justiça Eleitoral tem realizado um planejamento para que todos os eleitores sejam recadastrados biometricamente.

A meta do TRE/PR é que ao menos 85% dos eleitores votem nas eleições de 2018 já por meio da identificação das digitais, em 281 municípios, sendo 251 já concluídos. Para isso, foi montado no interior do Estado, desde do 3 de abril passado, um mutirão de atendimento nas zonas eleitorais do interior. Para o desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, presidente do TRE, “esta marca só foi possível devido ao empenho dos incansáveis servidores, juízes e promotores eleitorais, grupos de trabalho da biometria, além do apoio da imprensa, das autoridades municipais e a adesão irrestrita de toda a sociedade”.

Retomada - A partir da próxima segunda-feira, dia 15, serão retomados os mutirões de biometria obrigatória em 30 municípios do Paraná, com término em 30 de março de 2018. Nas cidades onde não há ainda a biometria obrigatória, o eleitor pode comparecer caso queira, para antecipar-se e fazer sua biometria. Mas somente nas cidade onde houve a biometria obrigatória é que os eleitores votarão já pelo sistema do reconhecimento das digitais. A previsão é que em 2019, 100% do eleitorado paranaense esteja recadastrado biometricamente.

Retirada e transferência

A data de 9 de maio é o último dia para o eleitor que pretende votar requerer o título, alterar seus dados cadastrais ou fazer a transferência do domicílio eleitoral. Também é o prazo final para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar sua transferência para seção com acessibilidade e, ainda, para que presos provisórios e adolescentes internados possam regularizar a situação eleitoral a fim de votarem nas Eleições de 2018.

Pagina 4 de 362

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.