Gean Senhorini

Gean Senhorini

Da Assessoria

O município de Assis Chateaubriand integra neste sábado, 25, a força tarefa que todos os municípios brasileiros estarão desenvolvendo no combate ao mosquito Aedes aegypti durante o verão. O inseto é o vetor de transmissão da dengue, zika vírus e febre chikungunya.

A ação estará concentrada na Avenida Tupãssi e em frente aos supermercados do município no período das 8h às 12hs, com entrega de panfletos de conscientização. A secretaria de Saúde contará com a colaboração dos atirados do TG 05-015.

Segundo o secretário da pasta, Agnaldo Vieira, o Dia Nacional de Mobilização está marcado para 25 de novembro, com a intenção de ampliar a visibilidade ao esforço integrado e convocar todos a participarem do processo.

“Estamos desenvolvendo diversas ações para eliminação dos criadouros do mosquito. Estamos mobilizamos contra o mosquito, mais ainda necessitamos da colaboração dos moradores, pois com ação deles e dos nossos agentes vamos baixar ainda mais esses números”, declarou fazendo referencia ao quarto Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) do ano de 2017.

Segundo Agnaldo, além das campanhas o município vem notificando proprietários de terrenos baldios e encaminhando para o Ministério Público quando é encontrado larvas do mosquito nas residências. Além de aplicação de multa administrativa.

“O município não tem “baixado a guarda” e o combate tem sido realizado nos 365 dias do ano. Todas as secretarias municipais estão vigilantes quanto ao assunto”, frisou.

Mais de 1.000 famílias já estão cadastradas desde 2015 e mais 600 devem entrar na concorrência pelas moradias

Atenção famílias interessadas em concorrer a moradias populares! A Prefeitura de Assis Chateaubriand inicia na semana que vem as inscrições para quem deseja concorrer à seleção de mutuários das unidades habitacionais que serão construídas no novo bairro a ser instalado na região do Jardim Progresso, entre a Rua 14 Bis e a saída para o patrimônio Terra Nova do Piquiri, nas proximidades do Clube do Japonês.

Na área, estava projetada a construção de 364 residências, mas o processo contemplará outras 95 unidades, chegando ao número de 459 casas populares, que serão levantadas através de programas governamentais, como o Minha Casa Minha Vida, por meio da Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná).

O diretor de Assuntos Comunitários da prefeitura, Dorival Lulu, diz que as inscrições começam na segunda-feira (27), mas ele avisa que aquelas famílias que já se cadastraram em 2015 no sistema habitacional – o que representa 1.135 pessoas – não precisam realizar o processo novamente. Já as demais devem se inscrever e, segundo Dorival, são esperadas mais aproximadamente 600 famílias, chegando ao número de cerca de 1.700 pessoas concorrendo as 459 moradias.

No Paço Municipal, as inscrições serão feitas na Secretaria de Habitação e Assuntos Comunitários. As moradias terão de 44 a 74 metros quadrados e devem ser construídas dentro de duas faixas.

A primeira, para famílias com renda de até R$ 1.600, prioriza aquelas que moram em área de risco, chefiadas por mulheres ou pessoas com deficiência, mas também contemplará outras famílias em vulnerabilidade. Nesse modelo, as casas de 44 metros quadrados poderão ser pagas em 120 meses e as parcelas serão de R$ 80. Nesses casos, o subsídio do governo chega a R$ 60 mil, com recurso do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), como explicou Dorival Lulu.

Na outra faixa, as unidades são maiores, variando de 58 a 74 metros quadrados, e as regras atendem famílias com renda total de até R$ 2,6 mil, com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Além de serem construídas com laje e placas para reaproveitamento da luz solar para produção de energia elétrica, as casas terão toda a infraestrutura básica, como água, iluminação pública e arborização e o novo bairro também já será inaugurado com asfaltamento.

O diretor de Assuntos Comunitários explica que as famílias interessadas podem fazer as inscrições de qualquer lugar, pela internet, bem como na prefeitura, onde podem ser informadas e orientadas sobre o procedimento. Dorival Lulu disse ainda sobre a documentação necessária para o cadastramento.

Reportagem William Borges

 

 

A abertura dos mercados e supermercados aos domingos e feriados em Assis Chateaubriand voltou a ser discutida entre comerciantes e entidades ligadas. A motivação foi o fato de o Governo Federal reconhecer, através de decreto, o setor supermercadista como atividade essencial da economia – o que tornou legal a abertura desses estabelecimentos nessas datas, desde agosto deste ano.

Antes, o que ocorria era que, em muitas cidades brasileiras, como é o caso de Assis Chateaubriand, os supermercados não podiam abrir em domingos e datas de feriados civis e religiosos por conta da ausência de um instrumento jurídico para contratar funcionários e negociar com as prefeituras e sindicatos a abertura. Agora, isso pode ser negociado.

Em Assis, o funcionamento de mercados em todos os dias da semana era algo liberado até 2011, quando a Câmara Municipal aprovou a regulamentação de uma lei que proibiu a abertura aos domingos e feriados, sob pena de multas – contrariando, assim, algumas empresas do ramo.

Antes, a determinação já existia, porém, parte dos estabelecimentos fazia atendimentos normalmente com a prerrogativa de que não havia tal regulamentação no município – o que passou a existir com a criação e aprovação do Projeto de Lei Complementar 027/2011.

Desde então, ficou expressamente proibido esse tipo de atividade, autorizando apenas a abertura de comércios com vendas exclusivas de carnes e derivados da área de açougues ou hortifrutícolas, panificadoras e lojas de conveniência, bem como lanchonetes, bares, restaurantes, sorveterias, farmácias e hotéis, entre outras poucas.

Agora, com o novo entendimento federal, a expectativa era que os mercados voltassem a abrir, mas, até então, três meses após a autorização do governo, isso não vem ocorrendo. E mais: talvez nem aconteça no município.

Segundo o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Assis Chateaubriand (ACIAC), Paulo Dias, empresários do setor estiveram recentemente reunidos para discutir a questão e a grande maioria não demonstra interesse em retomar atendimento nessas datas. Nesse sentido, os comerciantes fizeram um acordo de, num primeiro momento, permanecerem fechados.

Reportagem William Borges

 

 

O Regional Sul

O Brasil é um dos gigantes da agropecuária no mundo. Maior exportador de carne do planeta e segundo maior exportador agrícola, o produto brasileiro não sofre com questões como qualidade ou volume de produção na hora de competir. O maior problema para quem produz no Brasil produtos do campo está ligado ao transporte da mercadoria e seu custo.

Antônio José Meireles tem 46 anos, há 16 ele trabalha na produção agrícola. Atualmente produz milho e soja no Mato Grosso do Sul, mais especificamente na cidade de Naviraí, há 370 quilômetros da Capital, Campo Grande. Ele explica a dimensão e a importância do custo do transporte para o produtor rural. “Nós sabemos que não conseguiremos produzir se não pagarmos o transporte. O custo desse transporte via rodovia é alto”, revelou.

Sistema rodoviário é o mais utilizado 

Elisangela Lopes é assessora técnica da Comissão Nacional de Infraestrutura de Logística da Confederação de Agricultura e Pecuária, a CNA. Ela conta que a malha rodoviária do Brasil é responsável por transportar cerca de 60% de todos os produtos produzidos no campo, seguido por ferrovias e hidrovias.

No entanto, a qualidade desta malha é contestável. De acordo com Elisangela, produtores brasileiros gastam mais que os principais concorrentes internacionais para realizar o transporte. Longas viagens e a má condição das estradas, segundo a assessora técnica, causam gastos maiores para o produtor rural.

“Nós somos imbatíveis quando comparamos a produtividade para dentro da porteira. Passou a porteira, a situação muda de figura. Nós temos os maiores custos, cerca de três, quatro vezes mais que Estados Unidos e Argentina.”

Segundo a Pesquisa de Rodovias da Confederação Nacional de Transportes, a CNT, 60% das estradas brasileiras foram avaliadas como regulares, ruim ou péssima, com problemas na pavimentação, falta de sinalização e buracos. Ainda segundo a pesquisa estradas com uma pavimentação avaliadas como péssima podem causar um aumento no custo operacional de até 91,5%

Elisagela Lopes afirma que as regiões Norte e Nordeste são as mais afetadas pela qualidade da via. A informação é confirmada pelo levantamento da CNT. Quando separado por regiões do país, de acordo com o levantamento, a região Norte do país é quem mais sofre com custos adicionais, 33,6% ao todo. O Sudeste, que menos paga custos adicionais, tem um acréscimo de 24,7% no transporte dos produtos.

O Acre é o estado mais afetado, ainda de acordo com a CNT, no quesito de taxa por conta da má qualidade das estradas. Enquanto a média nacional de custos adicionais com transporte gira em torno de 27%, o Acre sofre com um aumento de 56,5%. “Isso retira renda do produtor. Os produtores dos Estados Unidos e Argentina acabam tendo uma lucratividade maior do que os nossos produtores”, completou Elisangela.

Prioridades

Para melhorar essa situação, Elisangela Lopes afirmou que algumas vias precisam passar por melhoras ou finalizar obras o mais rápido possível. Uma dessas rodovias é a BR163, que liga a capital do Mato Grosso, Cuiabá, até a cidade de Santarém, no Pará.

Ela destaca que a melhora na via é fundamental, pois é o único caminho que as transportadoras podem fazer para chegar aos portos de Santarém e Miritituba. Em Março, as más condições do tempo causaram paralisações e consequentemente, prejuízos ao setor. Ela dá detalhes da dimensão da importância da via para o setor agrícola. “O setor de grãos calculou um prejuízo de RS$ 400 mil por dia, porque ela ficou paralisada, e era a única forma de se chegar aos portos de Santarém e Miritituba. Não tem outro caminho. Tem a ideia para se implantar o ferrogrão, paralela a BR 163, mas enquanto temos caminhos únicos para chegar a um porto, qualquer imprevisto aumenta e muito o custo de transporte.”

Sobre o trecho, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DNIT, afirmou que o trecho entre Santa Júlia e a vila do Caracol está recebendo serviços de terraplanagem e drenagem. Após o período chuvoso, o trecho, de quase 40 quilômetros, receberá o asfalto. O setor norte também recebeu 10 quilômetros de pavimentação. Já o trecho sul sofreu ajustes e será feito em parceria com o Exército Brasileiro.

Alternativas

Há alternativas para deixar a questão da logística com um custo menor. Elisângela Lopes, da CNA, que em comparação no comparativo, o sistema hidroviário chega à custar um terço do transporte por caminhão. Quando o comparativo é feito com o sistema ferroviário ele chega a custar um sexto do cobrado pelo caminhão.

No entanto, essa é uma realidade internacional e que adoção desses meios aqui no Brasil deve demorar um pouco. ”Como não temos hidrovias, temos rios, mas que não são classificados como hidrovias. Faltam obras de finalização, derrocamento, deixar esse rio navegável. A gente utiliza pouco as hidrovias. Já o ferroviário é caracterizado por um monopólio, onde o custo transporte é balizado pelo sistema rodoviário. Chegando a custar o mesmo valor, quando internacionalmente esse valor chega a ser 30% menos”, detalhou Elisangela.

Para Antônio José Meireles, a esperança é de que o assunto seja discutido para buscarem melhorias. “Enquanto nossos políticos não focarem que o Brasil é um país extremamente agrícola e que depende disso para ser mais competitivo lá fora, que precisamos de uma infraestrutura melhor, nós vamos continuar sofrendo”, reclamou o produtor.

Bem Paraná

Proprietários de veículos emplacados no Paraná têm até o dia 30 de novembro para usar créditos do Nota Paraná para pagar menos IPVA em 2018. Desde o dia 1º de novembro, 62.860 pessoas fizeram a transferência de R$ 7,4 milhões que acumularam em créditos e sorteios do programa de cidadania fiscal para o pagamento de parte ou de todo o imposto.

A adesão já é 61% maior que a registrada em todo o mês de novembro de 2016, quando 38.968 donos de veículos pagaram menos IPVA porque pediram “CPF na nota” em compras no varejo e destinaram R$ 6,1 milhões para abater ou quitar o que deviam do imposto.

O prazo para a transferência vai até o dia 30 de novembro e ela deve ser feita no portal www.notaparana.pr.gov.br  ou pelo celular com o aplicativo do programa.

Da Assessoria

A Sala do Empreendedor do município de Assis Chateaubriand irá promover a palestra “O segredo das pessoas extraordinárias”. O evento tem entrada gratuita e acontecerá na próxima sexta-feira, 24, às 19h no Auditório da Prefeitura.

Segundo o Agente de Desenvolvimento, Marcel Oliveira, “o objetivo é despertar o desejo em se tornar uma pessoa e profissional respeitado e bem sucedido, bem como apontar fatores essenciais para o alcance de resultados incomuns”.

Esta é uma das inúmeras ações que foram desenvolvidas ao longo deste ano pela Sala do Empreendedor no município, entre elas, destacamos Feira do MEI, Orientação para Profissionalização, Consultorias, Oficinas, Formalização, Alteração e Baixa de Atividade (MEI), entre outras.

Os atendimentos na Sala do Empreendedor são personalizados e realizados de segunda a sexta-feira, da 8h às 12h  e das  13h30 às 17h30 horas, na Prefeitura.

 

Da Assessoria

O Jardim Araçá é a primeira Associação de Moradores do município de Assis Chateaubriand formada por somente por mulheres. A nova diretoria assumiu em 27 de outubro deste ano e tem travado junto ao Poder Público várias  ações para o desenvolvimento daquela localidade. 

As 12 mulheres se mantém unidas em torno de um só objetivo, conquistar melhorias ao bairro e projetá-lo para o futuro.

Na sexta-feira, 17, a secretária de Assistência Social e da Mulher, primeira-dama Franciane Micheletto foi convidada pelo grupo para participar da reunião mensal da associação. “É louvável a iniciativa das mulheres em manter organizada a associação de moradores. A cada ano, as mulheres se firmam e ocupam espaço até então ocupados apenas por homens. Parabéns, pois estão fazendo história e são exemplos de determinação e de liderança que tem foco e com determinação vencem as barreiras”, avaliou Franciane.

Durante a reunião a presidente da associação reforçou a intenção da nova diretoria em trabalhar para o desenvolvimento da comunidade. “Agradecemos a presença da primeira-dama Franciane Micheletto pelo apóio dispensado a nossa associação”, disse Bernadete Fachinello.

A nova diretoria é formada por: Bernardete Précoma Fachinello; vice-presidente Maria Batista Westphal; 1ª secretária, Maria de Lourdes Vieir;  2º secretária Ângela Pereira Abeneli; 1ª Tesoureira, Rosangela Aparecida Barbosa; 2ª Tesoureira, Edna de Jesus A. Pinho; Conselho Fiscal: Celia Roncolato, Valéria de J. Fernandes, Sandra Mara Z. Nives, Maria Soeli Fonesi e Jéssica Caroline Loth.

Da Assessoria

A secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Assis Chateaubriand reiniciou o plantio de “Tagetes” no canteiro central da Avenida Tupãssi e Brasil.

Tagetes  são plantas que  floram abundantemente durante o verão e são de inigualável beleza, suas flores são resistentes e não ficam queimadas mesmo em pleno sol e além disso elas possuem um aroma forte que tem a propriedade de afastar algumas pragas. Devido a essa soma de vantagens ela foi a escolhida para enfeitar nossas ruas e avenidas.

“Essas flores que estão sendo plantadas são produção própria do município, ou seja, estamos colhendo nossos frutos”, disse o secretário da pasta, Juan Carlos Alves.

O viveiro municipal tem capacidade de produzir cerca de 200 mil de mudas por ano. “Isso gera uma economia considerável para o município e além disso nos orgulha, pois o município de Assis Chateaubriand é um das poucas cidades que produz suas próprias flores”, avaliou o prefeito Marcel Micheletto.

 

A Caixa Econômica Federal sorteou na noite desta quarta-feira (22) o concurso 1.990 da Mega-Sena. As dezenas sorteadas foram: 11-24-26-34-37-59. Ninguém acertou os seis números, e o prêmio acumulou em R$ 60 milhões.

A Quina teve 78 ganhadores. Cada um vai levar R$ 41.488,51. Outras 5.852 acertaram a Quadra. Neste caso, cada uma ganhou R$ 789,98.

O sorteio foi às 20h (horário de Brasília) em Italva (RJ). O concurso 1.991 da Mega-Sena será no sábado (25).

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

Federação Paranaense de Futebol (FPF) divulgou, na segunda-feira (20), a tabela de jogos do Campeonato Paranaense de 2018. A competição começa no final de semana dos dias 20 e 21 de janeiro. As finais serão nos dias 1º e 8 de abril.

O formato do campeonato terá a mesma fórmula de edições antigas do Carioca. O estadual terá 12 clubes, que serão dividos em dois grupos de seis times.

O atual campeão, Coritiba, estreia contra o Prudentópolis, no Couto Pereira. O vice-campeão, Atlético-PR, faz a primeira partida diante do Maringá na Arena da Baixada. O Paraná Clube enfrenta o União, de Francisco Beltrão, fora de casa. O clássico Atletiba está previsto para a quarta rodada, no dia 4 de fevereiro, um domingo, no estádio Couto Pereira.

Serão duas taças em disputa: na primeira, os jogos acontecem de forma cruzada entre os grupos A e B. Na segunda, os times jogam entre si. Ambas serão decididas em uma semifinal e uma final disputadas em jogo único. Os campeões de cada uma delas fazem a finalíssima do Paranaense em dois jogos. Se o mesmo time conquistar as duas taças, ele é campeão direto. Os rebaixados serão definidos pelos dois piores classificados na soma geral de pontos.

O estadual de 2018 será disputado mais uma vez por 12 clubes: Atlético-PR, Coritiba, Paraná Clube, Londrina, Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, Prudentópolis, Rio Branco-PR e Toledo, além dos recém-promovidos Maringá e União de Francisco Beltrão.

O Campeonato Paranaense dos últimos quatro anos tinha um grupo único de 12 time, onde todos se enfrentavam em turno único. Os oito melhores passavam para as quartas de final. Em 2014 e 2015, os últimos quatro disputavam o Torneio da Morte para definir os dois rebaixados. Nas últimas duas edições, os dois últimos na primeira fase já caíam direto.

1ª Taça

1ª Rodada - 20/01/2018 e 21/01/2018 - sábado e domingo

Atlético-PR x Maringá

Toledo x Cascavel

União x Paraná Clube

Foz do Iguaçu x Londrina

Coritiba x Prudentópolis

Cianorte x Rio Branco-PR

2ª Rodada - 24/01/2018 e 25/01/2018 - quarta e quinta

Londrina x Maringá

Cascavel x Prudentópolis

Cianorte x União

Paraná x Atlético-PR

Foz do Iguaçu x Toledo

Coritiba x Rio Branco-PR

3ª Rodada - 28/01/2018 - domingo

Atlético-PR x Cianorte

Rio Branco-PR x Cascavel

Maringá x Toledo

Paraná x Londrina

União x Coritiba

Prudentópolis x Foz do Iguaçu

4ª Rodada - 04/02/2018 - domingo

Rio Branco-PR x Foz do Iguaçu

Toledo x Paraná

Coritiba x Atlético-PR

Londrina x Cianorte

União x Cascavel

Prudentópolis x Maringá

5ª Rodada - 10/02/2018 - sábado

Londrina x Coritiba

Cascavel x Atlético-PR

Paraná x Prudentópolis

Cianorte x Toledo

Foz do Iguaçu x União

Maringá x Rio Branco-PR

6ª Rodada - 14/02/2018 - quarta-feira

Toledo x Coritiba

Prudentópolis x Cianorte

Cascavel x Londrina

Atlético-PR x Foz do Iguaçu

Maringá x União

Rio Branco-PR x Paraná

Semifinal da 1ª Taça

Jogo Único - 18/02/2018 - domingo - 1ª colocado A x 2º colocado A

Jogo Único - 18/02/2018 - domingo - 1ª colocado B x 2º colocado B

Final da 1ª Taça

Jogo Único - 25/02/2018 - domingo - Vencedor A x Vencedor B

2ª Taça

1ª Rodada - 03/03/2018 e 04/03/2018 - sábado e domingo

Atlético-PR x União

Cianorte x Paraná

Foz do Iguaçu x Cascavel

Coritiba x Maringá

Londrina x Prudentópolis

Rio Branco-PR x Toledo

2ª Rodada - 07/03/2018 - quarta-feira

União x Rio Branco-PR

Maringá x Foz do Iguaçu

Cascavel x Cianorte

Prudentópolis x Atlético-PR

Paraná x Coritiba

Toledo x Londrina

3ª Rodada - 10/03/2018 e 11/03/2018 - sábado e domingo

Atlético-PR x Rio Branco-PR

Paraná x Cascavel

Cianorte x Maringá

Londrina x União

Prudentópolis x Toledo

Coritiba x Foz do Iguaçu

4ª Rodada - 17/03/2018 e 18/03/2018 - sábado e domingo

Coritiba x Cianorte

Foz do Iguaçu x Paraná

Maringá x Cascavel

Rio Branco-PR x Prudentópolis

União x Toledo

Atlético-PR x Londrina

5ª Rodada - 21/03/2018 - quarta-feira

Paraná x Maringá

Cascavel x Coritiba

Cianorte x Foz do Iguaçu

Prudentópolis x União

Toledo x Atlético-PR

Londrina x Rio Branco-PR

Semifinal da 2ª Taça

Jogo Único - 25/03/2018 - domingo - 1ª colocado A x 2º colocado B

Jogo Único - 25/03/2018 - domingo - 1ª colocado B x 2º colocado A

Final da 2ª Taça

Jogo Único - 28/03/2018 - quarta-feira - Vencedor 1 x Vencedor 2

Final do Campeonato

Jogo de ida - 01/04/2018 - domingo - campeão 1ª Taça ou 2ª Taça x Campeão 2ª Taça ou 1ª Taça

Jogo de volta - 08/04/2018 - domingo - campeão 2ª Taça ou 1ª Taça x Campeão 1ª Taça ou 2ª Taça

Fonte: Vale Verde

Pagina 1 de 332

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.