Gean Senhorini

Gean Senhorini

 

Da Assessoria

O prefeito de Assis Chateaubriand, Marcel Micheletto, deu posse, nesta sexta-feira (21), a três novos secretários e um gerente que irão trabalhar com ele durante sua gestão. O evento foi realizado na sala de reuniões da prefeitura e contou com a presença de secretários e diretores.

Foram empossados, Marlene Coleto Lopes, (Secretaria de Governo), Elder Franzoi Coutinho (Secretaria de Esportes), Agnaldo dos Santos Vieira (Secretaria de Saúde) e Claudenir Honorio (Gerente de Comunicação Social).

Para a Marlene Lopes que já esteve respondendo pela pasta, falou da sua satisfação em voltar a ocupar o cargo. “Estive afastada por motivos familiares, volto feliz fazendo que gosto e ajudando nosso prefeito a fazer Assis Chateaubriand crescer e evoluir a cada dia. O gabinete está de portas abertas”, frisou.

O empresário Agnaldo Vieira, afirmou estar preparado para o novo desafio. “Eu passei por vários cargos em minha vida, porém é o primeiro na área pública. Portando essa é uma oportunidade ímpar, sempre tive vontade de trabalhar nessa área. Agradeço o convite do prefeito Marcel e encaro com vontade esse novo desafio, estou preparado, e me sinto seguro com a equipe já montada na secretaria. Vamos melhorar ainda mais a Saúde em Assis Chateaubriand”, destacou.

O atleta Elder Coutinho, disse estar com ideias novas e que todas as modalidades esportivas continuaram sendo prioridade neste governo. “Sou chateaubriandense e essa é uma oportunidade nova, estou feliz e venho com ideias novas para todas as modalidades, quero trabalhar direcionado às crianças e abranger os idosos assim como o prefeito Marcel vem buscando. Eu jogo vôlei desde os 9, profissionalmente desde os 15 anos, agora com 28 me interessei muito pela área social que o esporte trás. Há 4 anos venho estudando essa área, portando eu encerro minha carreira no vôlei e assumo como secretário para poder desenvolveu meu projeto no vôlei e ainda todas as outras modalidades”

Em seu discurso, o vice-prefeito e secretário de Assuntos Comunitários e Habitação, João Pegoraro, deu às boas vindas a nova equipe. “Quero desejar sucesso à todos, governar ao lado do Marcel Micheletto é uma honra e tenho certeza que vocês estão chegando para somarmos esforços e continuarmos firmes em nosso objetivo que é servir e servir bem a nossa população”, frisou.

Em seu discurso, Marcel Micheletto agradeceu a todos e pediu aos novos secretários agilidade na execução das políticas públicas e principalmente transparência nos atos que executarem. “Quero dar às boas vindas a todos e dizer que o sucesso da nossa gestão passa pelas mãos, pelo bom desempenho de cada um dos nossos secretários. São pessoas experientes, qualificadas e principalmente preparada para elevar ainda mais as ações que resultem qualidade de vida a nossa população”, disse.

Micheletto afirmou ainda que mudanças são normais e agradeceu o empenho dos secretários que deixaram as pastas. “Gostaria aqui e não poderia ser diferente de reconhecer o trabalho daqueles que ocuparam esses cargos [Celso, Claudenir, Edinéia]. Meu muito obrigado. Cumpriram um bom papel”, afirmou.

O último dia de competições nos 30º Jogos da Juventude do Paraná, em Assis Chateaubriand, premiou os campeões das modalidades de futebol, futsal masculino e feminino e voleibol feminino. Com exceção di futsal feminino, nas outras três decisões, predominou o equilíbrio. As equipes que representaram os municípios de Santa Helena, Missal, Ouro Verde do Oeste e Medianeira, fizeram a festa, garantindo não somente o ouro, como também as vagas para a fase final da competição, que será realizada em agosto na cidade de Ivaiporã.

O primeiro campeão do dia foi no torneio de voleibol feminino. Medianeira que já havia conquistado o título no masculino, faturou também o ouro no feminino com vitória por 2 sets a 0 sobre São José das Palmeiras, em parciais de 25/14 e 25/17. Com a conquista do voleibol feminino, Medianeira fechou participação na regional em Assis Chateaubriand com três títulos, pois conquistou também o handebol feminino. O terceiro lugar do vôlei feminino foi para Maripá, que derrotou Formosa do Oeste por 2 sets a 0.

Após 17 anos, Santa Helena voltou a conquistar um título com a modalidade de futebol nos Jogos da Juventude. Depois de um empate no tempo normal com Marechal Cândido Rondon em 1x1, venceu nos pênaltis por 5x3. A empolgação tomou conta do elenco, que em comemoração, houve até a tradicional volta olímpica. Palotina ficou com a medalha de bronze, ao golear por 4x0 a equipe de Entre Rios do Oeste.

Missal e Ouro Verde do Oeste foram os campeões do futsal. Para Ouro Verde do Oeste, foi mais fácil. As meninas do técnico Jaime Leal, aplicaram uma goleada de 8x2 sobre Terra Roxa. Já Missal não teve vida facial. Em decisão também contra Terra Roxa, venceu por 3x1, com o último gol nos minutos finais. A terceira colocação do feminino foi para Santa Helena, com vitória de 3x2 sobre Mercedes e no masculino, o bronze foi para Santa Terezinha de Itaipu, que após empatar em 5x5 com Nova Santa Rosa no tempo normal, venceu nos pênaltis por 5x4.

Os 30º Jogos da Juventude do Paraná, divisão B, regional 11, são realizados pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo, em parceria com o Município de Assis Chateaubriand. Acompanhe a página dos JOJUPs no facebook

www.facebook.com/jogosdajuventudeparana

 

Dentro das quadras e dos campos de futebol, prevaleceu o espírito esportivo. Desde os alojamentos até a praça de alimentação, todos se sentiram satisfeitos. Este foi o balanço feito pelos organizadores, 

Durante o período dos jogos, Assis Chateaubriand teve um aumento considerável no fluxo de pessoas, após o encerramento dos 30º Jogos da Juventude, fase regional em Assis Chateaubriand. A competição que começou na sexta-feira, 14 e terminou na tarde desta quinta-feira, 20, foi encerrada com um saldo positivo para o município.o que influenciou positivamente em relação a arrecadação nas lanchonetes e comercio em geral. Estima-se que durante este período, tenha sido investidos cerca de R$300 mil reais, somente em supermercados e panificadoras da cidade, na aquisição dos alimentos para o refeitório dos atletas.

Para o prefeito Marcel Micheletto, esta foi a demonstração do carinho que a administração tem em relação ao esporte, “Sediar os Jogos da Juventude foi a demonstração do quanto gostamos do esporte. A presença dos atletas em nossa cidade fez com que tivéssemos um movimento maior em nosso comércio. Nós de Assis Chateaubriand, queremos sempre estar a disposição do estado para estes eventos esportivos. Estou muito feliz em saber que deu tudo certo e que encerramos de forma positiva esta competição, proporcionando toda estrutura necessária para estes mais de 1500 atletas que estiveram em nosso município”, comentou Marcel.

No último dia de jogos, Jorge Morgestern, coordenador geral da competição, foi recebido pelo prefeito Marcel Micheletto em seu gabinete e na oportunidade agradeceu a disponibilidade do município em sediar os jogos, “Estamos encerrando de forma positiva os jogos em Assis Chateaubriand, tanto na parte que coube ao município, quanto da parte do estado. Quero agradecer em nome do secretário Douglas Fabrício, o empenho por parte da administração local e de toda equipe da secretaria de esportes, que trabalhou noite e dia, para que tudo desse certo. Podem ter certeza, durante este período, Assis Chateaubriand foi a capital regional do esporte”, concluiu Jorge.

Dentro de quadra Medianeira foi o destaque, com três títulos conquistados. O município garantiu os primeiros lugares no handebol feminino e no voleibol masculino e feminino.

Os campeões da regional em Assis Chateaubriand:

Basquete masculino – Foz do Iguaçu

Futebol – Santa Helena

Futsal feminino – Ouro Verde do Oeste

Futsal masculino – Missal

Handebol feminino – Medianeira

Handebol masculino – Marechal Cândido Rondon

Vôlei feminino – Medianeira

Vôlei masculino – Medianeira

Os 30º Jogos da Juventude do Paraná, divisão B, regional 11, são realizados pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo, em parceria com o Município de Assis Chateaubriand. Acompanhe a página dos JOJUPs no facebook www.facebook.com/jogosdajuventudeparana

Da Assessoria

Não é de hoje que o bom trabalho desenvolvido pela família Fritola/Evangelista, vem se destacando e proporcionando muito orgulho ao município de Assis Chateaubriand. De quando iniciou seu trabalho no karatê, nos anos 80, até agora, foram inúmeros títulos e muitas histórias para contar. Este legado foi passando de pais para filhos e a prova desta dedicação ao karatê estão nos resultados.

De 14 a 16 de julho em Córdoba na Argentina, foi realizado o Campeonato Sul-Americano de Karatê Interestilos da Wukf France. Na Seleção Brasileiro da CBKI - Confederação Brasileira de Karatê Interestilos – que participou com uma delegação de 116 atletas, 11 árbitros, 4 dirigentes e 30 acompanhantes, estavam presentes, defendendo este legado de mais de 30 anos de história, a professora Vera como árbitra de quadra continental e os filhos Leonardo Thadeu Frittola Evangelista e Larissa Maria Frittola, representando não só Assis Chateaubriand, como também a Associação de Karatê Conquista/Assema.

Larissa conseguiu quatro medalhas, sendo uma de bronze, duas de prata e uma de ouro. Thadeu também garantiu quatro medalhas, com três de bronze e uma de outro, totalizando 8 medalhas para o nosso município. Emocionada, a professora Vera Fritola, agradeceu a todos que tornaram possível, a realização de mais esta conquista. “Nossos agradecimentos a essa entidade séria que é a Confederação Brasileira de karatê interestilos (CBKI) que nos proporciona essa condição de estar participando de eventos dessa natureza, a Assema por meio do presidente Edson Fernandes, que desenvolve uma gestão modelo para a associação, e a Federação Paranaense de Karatê interestilos” comentou Vera.

“ Foram trinta horas de viagem, muito frio e outros obstáculos, mas Assis novamente honrou esse legado e trouxe oito medalhas e atuação perfeita da professora Vera na arbitragem. Quero em especial agradecer a Deus e parabenizar meus filhos e esposa pelo excelente trabalho. Agradeço a todos que de forma direta ou indireta ajudaram tornar mais essa conquista em realidade”, explicou professor Luiz Carlos Evangelista.

Da assessoria

As atletas de Cascavel que atuam pela Associação de Futsal Feminino de Assis Chateaubriand (AFFAC) Vaneza e Laelem, estão representando o Paraná, em uma das mais importantes competições para atletas surdos de todo o planeta.

 Trata-se da Surdolimpíadas de futebol, que estão acontecendo na Turquia. Vaneza, que atua como goleira na equipe chateaubriandense, foi convocada pela primeira vez para atuar na seleção brasileira de futsal, quando na oportunidade disputou o mundial na Tailândia, onde nossas meninas conquistaram a segunda colocação. Após o bom desempenho na quadra, Vaneza foi convocada para treinar com a seleção brasileira de futebol em preparação para a Surdolimpíadas.

Laelem, ala no time de Assis Chateaubriand, tem um histórico ainda maior. Foi convocada pela primeira vez para a seleção brasileira de futsal em 2013, quando conquistou para o nosso país o título Sul-americano no Chile. Em 2014 voltou a conquistar o Sul-americano, porém em Caxias do Sul no Brasil. Atuou juntamente com Vaneza no Mundial da Tailândia e em 2016 ingressou na seleção de futebol para a fase de preparação para a Surdolimpíadas.

Na Turquia, nossa seleção conquistou uma vitória e um empate Na estreia venceu as donas da casa pelo placar de 4x1, com dois gols de Vaneza, que no futebol atua como atacante e na segunda partida empatou com a Grâ Bretanha em 1x1.

Na segunda-feira, as meninas brasileira enfrentam a Rússia e encerram participação na primeira fase, jogando contra a Polônia. Classificam para a segunda fase da competição, as duas melhores colocadas de cada grupo. Além de Vaneza e Laelem, Josiane e Vanderleia de Curitiba, são as outras paranaenses na seleção.

Da Assessoria

O futebol de base de Assis Chateaubriand tem sido referencia na revelação de atletas. O técnico Wilson Shneider (Kalango) é o personagem principal de toda essa história, pois foi através dele, que atletas como Alessandro, Gaúcho, Assis, João Paulo e tantos outros, conseguiram construir carreiras de sucesso no futebol profissional.

Recentemente, a escolinha de futebol, dirigida pelo professor José Nilson Silvestre (Assis) revelou Vinicius Leonardo (Léo) que hoje defende as cores do sub-17 da Ponte Preta. Júnior, outro chateaubriandense, está no Comercial de Ribeirão Preto e esta semana, mais uma revelação do nosso futebol, acertou contrato com um clube Paulista. Trata-se de Rauan da Silva França, filho de Jeferson França, o popular Bocão e Franciele Araujo, o garoto de 15 anos fechou contrato para defender as cores do Santacruzense de Santa Cruz do Rio Pardo, interior paulista. Rauan deve disputar o campeonato paulista da categoria sub 16 e é mais uma promessa para o nosso futebol.

As cidades de Cafelândia, Brasilândia do Sul, Pérola e Medianeira, irão receber neste domingo, 23, os jogos de volta da fase quartas de final, da Taça Nelson Boiago/Arena Sports, o Campeonato Amador Regional da LIFAC. Com vantagens do empate, por terem vencido os jogos de ida, Cesum de Medianeira, D’napolli de Cascavel e Incas de Santa Helena, estão um pouco mais tranquilos em relação aos seus adversários.

No Estádio Djalma Pina da Silva, o Cafelândia recebe o Sport Clube Paraná de Formosa do Oeste. No jogo de ida, as duas equipes empataram em 0x0, portanto quem vencer garante a vaga para as semifinais. O Brasilândia, que terminou na primeira colocação do seu grupo, terá que vencer o Incas de Santa Helena para tentar a vaga nos pênaltis, já que perdeu por 2×1 no jogo de ida.

O Pérola, segundo lugar em seu grupo na primeira fase, busca uma vitória simples em casa sobre o D’napolli de Cascavel para decidir nos pênaltis. Em caso de empate, a vaga é do time de Cascavel que venceu a primeira partida por 5×2.

O Cesum de Medianeira está bem mais tranqüilo. Além de ter vencido o jogo de ida diante do Anahy por 3×1, ainda tem a vantagem de atuar em casa neste domingo. O Anahy precisa vencer para decidir nos pênaltis sua vaga. Os jogos deste domingo, terão início todos um pouco mais cedo, as 15h15.

Semifinais

Nas semifinais se enfrentam o vencedor do confronto entre Cafelândia x Sport Clube Paraná contra o vencedor de Pérola x D’napolli, enquanto quem vencer entre Brasilândia x Incas terá pela frente Cesum ou Anahy.

Neste domingo, 23, serão conhecidos os classificados para as semifinais da Taça Nelson Boiago/Arena Sports da LIFAC. A entidade divulgou nesta sexta-feira, a escala de árbitros para os jogos decisivos. Acompanhe:

PÉROLA                                          x                     D’NAPOLLI

Local: Estádio Joaquim Montana – Pérola

Data: Domingo – 23/07/2017

Horas: 15h15

Árbitro: Gilson Pereira

Assistente 1: Agnaldo Vicene

Assistente 2: Willian Martins

Representante: Manoel Messias

 

CESUM/MEDIANEIRA                  x                     ANAHY

Local: Estádio EDGAR Drolt – Medianeira

Data: Domingo – 23/07/2017

Horas: 15h15

Árbitro: Luiz Eduardo Soares

Assistente 1: Ronald Walter

Assistente 2: Jeferson Bassani

Representante: Jhuly Horana

 

CAFELÂNDIA                                 x                     SPORT CLUBE PARANÁ

Local: Estádio Djalma Pina da Silva – Cafelândia

Data: Domingo – 23/07/2017

Horas: 15h15

Árbitro: André Ricardo Martins

Assistente 1: William Freitas de Oliveira

Assistente 2: José Amilton de Oliveira

Representante: Lucas Oliveira

 

A.E BRASILÂNDIA                                    X                     INCAS SANTA HELENA

Local: Estádio Luiz Carlos Barbosa – Brasilândia do Sul

Data: Domingo – 23/07/2017

Horas: 15h15

Árbitro: Marcos Antônio da Silva

Assistente 1: Arnaldo Aparecido Barros

Assistente 2: José Carlos Lopes

Representante: Elaine Silva Carlo

 

Na manhã desta sexta-feira (21), na sede da entidade em Cascavel, a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná - AMOP, lançou importantes eventos que serão realizados no segundo semestre. Na área esportiva foi lançada a IX Copa AMOP de Futebol Amador e como novidade, o I Regional de Futsal.

 Na oportunidade o presidente Rineu Menoncin/Teixeirinha, o vice Júnior Weiller e o diretor de esportes Aldacir Domingos Pavan, destacaram que o objetivo principal é fortalecer o futebol amador regional, com a volta da disputa na categoria livre e valorizar também o futsal, com apoio da Itaipu Binacional. As duas competições terão R$20 mil em premiação aos primeiros colocados.

Futebol com R$10 mil em premiação

As inscrições para a IX Copa AMOP de Futebol estão abertas e breve os organizadores vão divulgar data para congresso técnico, que definirá participantes, grupos, sistema de disputa e tabela. A premiação será de R$10 mil aos primeiros colocados além de troféus e medalhas. A previsão de início é 20 de agosto.

Futsal também com R$10 mil em prêmios

A pedido de muitos municípios, a partir de agora a AMOP promoverá o Regional de Futsal com início no dia 15 de agosto e premiação de R$10 mil, troféus e medalhas. Breve os organizadores divulgarão mais detalhes sobre a disputa.

TEXTO E FOTO: DITO SILVA

Por William Borges 

O trabalho na infância foi tema de debate nesta quarta-feira (19) em Assis Chateaubriand. O I Seminário Intermunicipal de Prevenção ao Trabalho Infantil reuniu em torno de 300 representantes do poder público de várias cidades da região.

Realizado durante toda a manhã, no Centro de Convenções da prefeitura (antigo auditório municipal), participaram integrantes da chamada Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente dos municípios de Jesuítas, Iracema do Oeste, Brasilândia do Sul, Tupãssi, Formosa do Oeste, Cafelândia, Alto Piquiri, Guaíra, Palotina, Maripá e Assis Chateaubriand.

Quando se fala em proibir o trabalho de crianças, grande parte da sociedade questiona essa defesa – até mesmo pelo fato de muitos adultos e idosos, na infância, terem trabalhado para ajudar em casa, no sustento da família.

 “É melhor trabalhar do que roubar”. Essa frase costuma ser muito dita por quem defende que a criança também trabalhe.

Na região oeste paranaense, o trabalho braçal de menores foi muito comum nas décadas anteriores, assim como tantas outras profissões, como de vendedores e engraxates. Porém, com o passar dos anos, medidas e leis passaram a proibir essa prática.

A primeira dama de Assis Chateaubriand e secretária de Assistência Social, Franciane Martins Micheletto, entende que, por mais que os ensinamentos das atividades familiares terem sido dignos e grande parte se tornou cidadãos bem sucedidos, há, por outro lado, muitos que viveram essa realidade e perderam oportunidades de uma formação escolar e profissional melhor e, com o passar do tempo e avanço da idade, passaram a encontrar dificuldades para manter uma renda e sustento da família.

Contudo, a secretária destaca que existe a Lei da Aprendizagem, em que empresas são cadastradas para recrutar trabalhadores jovens que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho, dentro de critérios específicos que garantam direitos à educação e trabalhistas. Nela, empresas de grande porte são obrigadas a implementá-los, mas pequenas e micro também podem aderir.

Franciane disse que, em Assis, esse programa é coordenado pelo Conselho da Comunidade. Nele, atualmente há 8 empresas inscritas e 25 jovens aprendizes atendidos.

No seminário, houve palestra com o tema “Enfrentamento ao Trabalho Infantil como questão essencial aos direitos humanos”, proferida pela chefe do Escritório Regional da Secretaria de  Estado da Família e Desenvolvimento Social de Cascavel, Liz Mari Fontana, e do auditor do Ministério do Trabalho, Luiz Carlos Andrade.

A iniciativa foi acompanhada pelo Ministério Público, representado pela promotora de Justiça, Aliana Cirino Simon Fabrício de Melo, responsável pela defesa da Infância e Adolescência de Assis Chateaubriand. Ela lembrou que existem maneiras de um jovem trabalhar, desde amparado por critérios previstos em lei, e explica quais medidas são tomadas pela Rede de Proteção, quando é constatado algum caso de trabalho infantil.

A promotora ainda destacou que cabem punições a quem promove a exploração ilegal de menores ao trabalho. A secretária de Assistência Social, afirmou que o seminário veio para ser mais um alicerce na luta contra o trabalho infantil. Na avaliação de Franciane, o objetivo do evento em oferecer informações que visam a capacitação dos profissionais que atuam nessa área, dentro da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, num amplo debate, foi alcançado.

 

 

 

Pagina 1 de 268

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.