Gean Senhorini

Gean Senhorini

Quase 50 representantes de Observatórios Sociais de 20 cidades estiveram em Assis Chateaubriand, na sexta-feira (18) e no sábado (19), participando do V Encontro Estadual, realizado no salão social da Associação Comercial, a ACIAC.

O presidente do Observatório Social do Brasil, Ney da Nóbrega Ribas, disse que evento serviu para trocar informações visando o fortalecimento e o aprimoramento das ações da entidade, criada com a finalidade de fiscalizar a aplicação dos recursos públicos, sendo a favor da transparência nos poderes executivos e legislativos.

Ney Ribas disse que a criação do Observatório aconteceu com a finalidade principal de combater a corrupção, especialmente em processos licitatórios.

Por se tratar de uma entidade sem fins lucrativos e que conta com o trabalho de voluntários, o presidente nacional diz que, hoje, a maior dificuldade enfrentada pelos Observatórios Sociais se refere aos recursos para manutenção dos trabalhos, já que a entidade depende de doações.

Participaram do encontro estadual representantes dos Observatórios Sociais de Curitiba, Londrina, Cascavel, Guarapuava, Paranaguá, Umuarama, Arapongas, Irati, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Palotina, Goioerê, Mandaguari e dos Campos Gerais, entre outros.

Anfitriã do evento, a presidente do Observatório Social de Assis Chateaubriand, Marli Secchi de Lima, disse que no município a entidade participa das licitações para contratações de produtos e serviços e da entrega dos mesmos.

Outra questão que vem sendo apontada pelo Observatório local é a baixa participação de empresas da cidade em muitas licitações. Para Marli, muitos outros comerciantes poderiam estar ampliando seus negócios e aumentando o volume de vendas se prestassem serviços ao poder público e, nesse sentido, como incentivo, a entidade procura orientar e promover capacitações aos interessados.

O Observatório Social de Assis Chateaubriand foi fundado em 2011 e, desde então, mantém suas reuniões na Associação Comercial, principal mantenedora do trabalho. Os encontros são quadrimestrais, onde é feita a prestação de contas das ações. Além disso, a entidade promove ou incentiva campanhas, como a do Voto Consciente.

Reportagem: William Borges/Erico Malvezi

Publicada por: Gean Senhorini

Confira os áudios no vídeo

 

 

Casa, filhos, marido e uma vida conjugal ainda na infância nem sempre é uma mera brincadeira de criança. Trata-se de uma realidade entre meninas brasileiras que mal chegaram à adolescência e já assumem responsabilidades de adultas.

No Brasil, o número de jovens que se casam quando deveriam estar na escola ou brincando é impressionante. São aproximadamente 66 mil crianças entre 10 e 14 anos de idade em algum tipo de união estável.

O relatório “Fechando a brecha: melhorando as leis de proteção à mulher contra a violência” revela que o casamento infantil não se trata de um fenômeno nacional. No mundo cerca de 15 milhões de meninas abaixo dos 18 anos formalizam uma união com o parceiro.

O documento alerta sobre a legislação brasileira que trata do assunto e afirma que, além de repensá-la, é preciso fiscalizar o cumprimento das leis em defesa da mulher.

Na semana passada, o tema foi debatido na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Câmara dos Deputados.

A preocupação de especialistas é a precocidade das responsabilidades assumidas por meninas. Além de as afastarem da escola, o casamento infantil é um grande responsável pela gravidez na adolescência. Isso reflete no aumento do risco de infecções, abortos e maior exposição à violência doméstica e assédio pelo parceiro.

Paula Tavares é a autora do relatório e esteve na Câmara durante o debate. Para ela, a principal brecha a ser resolvida é a possibilidade de que meninas se casem por estarem grávidas, independentemente da idade.

De acordo com Paula Tavares, os impactos do casamento infantil não são apenas na saúde e na educação, mas também econômicos.

De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas, o número de bebês gerados por meninas entre 15 e 19 anos no Brasil, em 2014, chegou a 600 mil. Entre as mulheres que tiveram filhos entre 20 e 24 anos de idade, no mesmo período, 36% delas se casaram antes de completar 18 anos.

A representante das Nações Unidas, Fernanda Lopes, disse que dar atenção a esses dados é importante para o avanço da legislação e de políticas públicas sobre o tema.

Como desdobramento da audiência que discutiu o relatório, foi anunciado que serão realizadas mais audiências sobre o tema.

Agência Câmara – Confira os áudios no vídeo

Publicada por: Gean Senhorini

 

 

 

Da Assessoria

O município de Nova Aurora foi fortemente atingido pela chuva de granizo na madrugada de sábado (19) para domingo (20). De acordo com a Defesa Civil do município, aproximadamente 300 residências foram atingidas com danos principalmente nos telhados, o que acabou gerando uma demanda de telhas eternit de aproximadamente 5 mil unidades.

"Desde a madrugada de sábado para domingo, a equipe da Defesa Civil, se deslocou principalmente nos bairros Olívio Bálico (Coração de Jesus) e São Roque para realizar apoio as famílias mais necessitadas, com a distribuição de lonas durante a chuva que permaneceu durante o dia.

Na segunda-feira, a equipe de Assistência, junto com a Defesa Civil, fez um amplo trabalho de cadastramento para as famílias mais necessitadas e ainda vistoria para poder atender essa demanda e assim disponibilizar o material, telhas eternit e lonas, que foram cedidas pela Defesa Civil do Estado ao município", afirmou o prefeito Pedro Leandro Neto.

Na manhã desta terça-feira (22), o prefeito Pedro, esteve juntamente com a secretária de Assistência Social, Ana Lúcia Bessani, coordenador da Defesa Civil do município, André Oliveira, Cabo Fernandes e Cabo Felndes, da Defesa Civil estadual, nos bairros descarregando as primeiras 2.500 telhas eternit.

"O primeiro pedido tinha sido de 2.500, mais devido ao levantamento foi solicitado junto ao Estado mais 2.500 telhas que devem chegar ainda nessa terça ou quarta, através do Governo do Estado que está nos ajudando", encerrou o prefeito.

Para o coordenador da Defesa Civil, André Oliveira, " a Defesa Civil não mediu esforços para poder atender à todos que necessitam das ajudas e desse benefício", afirmou.

Cadastro

A Assistência Social do município de Nova Aurora está desde, segunda-feira (21), realizando cadastro das pessoas que foram atingidas pelas fortes chuvas no último fim de semana e tiveram casas destelhadas e/ou descobertas. "A orientação é que as pessoas procurem a Assistência para que possamos fazer esse cadastro, bem simples, e assim possamos estar repassando esse benefício (telhas)", afirmou a secretária de Assistência Social, Ana Lúcia Bessani. É preciso que os munícipes estejam portando os documentos pessoais, declarem renda e comprovante de residência.

G1 - Duas equipes de reportagem dizem ter sido agredidas pelo delegado Ezequias Barbosa Cavalcanti Filho, de Palotina, em uma festa em Umuarama, no noroeste do Paraná, na madrugada de domingo (20). Elas registraram boletim de ocorrência nesta segunda-feira (21).

Conforme a polícia, o delegado se envolveu em uma briga na festa. Ele acionou a Polícia Militar (PM), dizendo ter sido agredido por duas pessoas. Quando a PM chegou, uma equipe de reportagem passou a registrar o fato, mas, segundo a denúncia, foi agredida e impedida de trabalhar.

Uma repórter do site Umuarama News afirma que o cinegrafista foi empurrado e ela foi agredida com um tapa no rosto. O delegado, segundo ela, apreendeu o equipamento da equipe na festa. Na delegacia, conforme a polícia, ele agrediu uma equipe da TV Caiuá, que aguardava no local para fazer outra reportagem.

A polícia informou que, ao tentar tirar o celular da mão da repórter, o delegado machucou o dedo da profissional de imprensa.

Segundo o delegado de Umuarama, Osnildo Lemes, o delegado de Palotina vai responder dois termos circunstanciados. Ele pode, inclusive, perder o cargo por ter sido recentemente nomeado e ainda não ter cumprido o estágio probatório, que dura três anos.

O que dizem os envolvidos

O delegado de Palotina foi procurado pela RPC TV, mas não retornou as ligações.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR), informou que a Corregedoria da Polícia Civil está apurando o caso. Paralelo ao termo circunstanciado, feito em Umuarama, será instaurado um processo administrativo para apurar eventuais transgressões disciplinares.

A direção do Umuarama News disse que "não vai se calar". "Estamos em busca de justiça e liberdade de informação, direito este já adquirido desde que terminou a ditadura militar".

Já a TV Caiuá lamentou o ocorrido e informou que "espera que os fatos sejam apurados devidamente e que o delegado seja responsabilizado pelo abuso a imprensa".

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor-PR) repudiou as agressões aos profissionais de imprensa.

Confira no vídeo abaixo, a reportagem do site Umuarama News sobre o fato relatado na matéria:

 

Ainda não está confirmado, mas com a volta das chuvas em agosto, especialmente nessa última semana, o Parque Ecológico São Francisco de Assis, o Horto Municipal de Assis Chateaubriand, deve ser reaberto.

O local foi interditado, no final de julho, por causa do tempo seco, que aumentou o risco de incêndios na mata. A prefeitura seguiu recomendação do Corpo de Bombeiros, através da Defesa Civil, que emitiu laudo recomendando o fechamento temporário devido ao alto risco de queimadas.

A vegetação seca se torna uma espécie de “combustível” para rápida propagação do fogo, o que poderia provocar danos irreparáveis à densa mata que predomina naquela área de lazer. Na oportunidade, o prefeito Marcel Micheletto (PSDB) disse que, para evitar possíveis danos ao patrimônio, ao meio ambiente e à população que reside nas proximidades, era prudente tomar medidas para evitar ou diminuir possíveis riscos de incêndios, que poderia tomar grandes proporções.

Interditado até a manhã desta terça-feira (22), quando está em funcionamento, o Parque São Francisco é aberto de terça a domingo e costuma ser bastante frequentado para recreação de famílias nos fins de semana e em todos os dias por pessoas que procuram praticar atividades físicas ao ar livre, ao redor do Lago Municipal.

Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura, o local deve ser reaberto, no entanto, a prefeitura aguarda autorização do Corpo de Bombeiros.

Reportagem: William Borges

Publicada por: Gean Senhorini

Após quase dois meses sem chover em Assis Chateaubriand, a chuva voltou a cair na cidade neste mês de agosto. Antes do dia 2 agosto, quando as primeiras pancadas do mês foram notadas, a última chuva havia sido registrada em 6 de junho.

Nesse período, apenas chuviscos ocasionais acontecerão, o que derrubou a umidade do ar e causou desconfortos para muita gente.

Já agosto, conhecido por ser extremamente seco, podemos dizer que surpreendeu com, até aqui, alguns dias chuvosos, totalizando mais de 160 milímetros de chuva.

Mas a média foi alavancada apenas nessa última semana, quando em quatro dias foram registrados 149 milímetros de precipitação, entre os dias 13 e 20.

Em 2017, até aqui, choveu 1.373 milímetros, em média em Assis Chateaubriand, sendo abril o mês com maior volume (275 mm) e junho o de maior seca (70 mm).

Reportagem: William Borges

Publicada por: Gean Senhorini

Em Assis Chateaubriand, estabelecimentos são proibidos desde 2011

A partir de agora, os supermercados poderão abrir todos os dias, incluindo aos domingos e feriados. Isto porque o governo federal assinou, na semana passada, um decreto que reconhece o setor supermercadista como atividade essencial da economia.

O que ocorria até então é que, em muitas cidades brasileiras, como é o caso de Assis Chateaubriand, os supermercados não podiam abrir em domingos e datas de feriados civis e religiosos por conta da ausência de um instrumento jurídico para contratar funcionários e negociar com as prefeituras e sindicatos a abertura dos estabelecimentos.

Agora, isto vai poder ser negociado. O presidente Michel Temer (PMDB) comentou sobre essa mudança. Para ele, a decisão traz confiança para os empresários e favorece o povo brasileiro, já que muitos defendem a abertura de mercados em todos os dias da semana.

De acordo com dados do ranking de 2017 da Associação Brasileira de Supermercados, atualmente, existem cerca de 89 mil supermercados no país, que empregam mais de 1,8 milhão de pessoas.

De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a mudança da norma atende a uma solicitação feita no ano passado pela Associação Brasileira de Supermercados. No evento para anúncio da medida, o presidente da entidade, João Sanzovo Neto, comemorou a decisão. Segundo ele, esse reconhecimento à atividade era uma reivindicação que durou duas décadas.

Assis Chateaubriand

Em Assis Chateaubriand, mercados e supermercados são proibidos de abrir aos domingos e feriados desde 2011, sob pena de multas. Antes, já havia esse entendimento, porém, parte dos estabelecimentos faziam atendimentos, sob o entendimento jurídico de que não havia essa regulamentação no município – o que passou a existir com a criação e aprovação do Projeto de Lei Complementar 027/2011.

Desde então, ficou expressamente proibido esse tipo de atividade. O mesmo projeto autoriza apenas a abertura de comércios com vendas exclusivas de carnes e derivados da área de açougues ou hortifrutícolas, panificadoras e lojas de conveniência, bem como lanchonetes, bares, restaurantes, sorveterias, farmácias e hotéis, entre poucas outras, mediantes acordos trabalhistas.

Por enquanto, nenhuma empresa da cidade se manifestou publicamente após a decisão do governo federal de autorizar a abertura de supermercados aos domingos e feriados, mas, agora, com base nesse novo entendimento jurídico, a discussão deve voltar à tona e é muito possível que parte da categoria se reúna para retomar a abertura nessas datas.

Confira os áudios das autoridades no vídeo:

Agência Brasil/WilliamBorges

JEPs/Bom de Bola

A primeira vaga de Assis Chateaubriand, para as disputas da fase regional dos JEPs/Bom de bola, foi definida na manhã desta terça-feira, 22, no Estádio Municipal Manoel de Souza Ramos. Com duas vitórias sobre o Colégio Estadual Princesa Isabel, as meninas do Colégio Estadual Teotônio vilela, ficaram com a vaga do feminino, classe B, e serão as representantes de Assis Chateaubriand na fase regional da competição, que será disputada de 29 de setembro a 01 de outubro em Iracema do Oeste.

Disputado por apenas duas equipes, o torneio feminino da classe B, foi definido na melhor de dois jogos. No primeiro duelo, realizado na manhã desta segunda-feira, 21q, o Colégio Teotônio vilela venceu por 2x0 e nesta manhã, fechou participação com nova vitória, desta vez por 4x0. A vaga do feminino A, que também é disputado por apenas duas equipes, pode ser definida também nesta terça. Com uma vitória por 2x0 sobre o Teotônio vilela ontem, o Colégio Chateaubriandense pode garantir sua vaga, caso vença novamente o duelo de hoje, marcado para as 15h30.

A competição segue até a próxima sexta-feira, quando serão conhecidos os representantes do masculino nas classes A e B. Ontem a competição teve os seguintes resultados:

08h30 – Teotônio vilela 0x9 Padre Anchieta – Masculino A

09h30 – Princesa Isabel 2x4 Integração – masculino A

10h30 – Princesa Isabel 0x2 Teotônio Vilela – Feminino B

13h30 – Chateaubriandense 2x0 Teotônio Vilela – Feminino A

14h20 – Vinicius de Mores 0x10 Teotônio Vilela – Masculino B

15h20 – Princesa Isabel 2x5 São Francisco – Masculino B

Ainda nesta terça-feira, mais três jogos serão realizados no Manezão com a seguinte programação:

13h30 – Teotônio vilela x Guimarães Rosa – Masculino B

14h20 – São Francisco x Padre Anchieta – masculino B

15h30 – Teotônio Vilela x Chateaubriandense – feminino

Desfile Cívico foi suspenso por conta do tempo chuvoso na manhã de domingo (20), mas será realizado em outra data

No dia do aniversário de 51 anos de Assis Chateaubriand, neste domingo, 20 de agosto, o tradicional Desfile Cívico foi suspenso por causa das chuvas. Apesar de elas terem cessado na madrugada, a previsão indicava que novas pancadas poderiam ser registradas e, ainda com o tempo fechado, a prefeitura decidiu não realizar o evento, marcado para começar às 9h, mas que começaria a mobilizar os 77 pelotões antes das 7h.

A chuva parou, a manhã teve muita nebulosidade e o sol predominou no período da tarde. No entanto, o desfile, que volta a acontecer na Avenida Tupãssi após 4 anos, será realizado em outra data ainda a ser confirmada.

O tradicional evento não aconteceu, mas o aniversário da ‘Cidade Morada Amiga’ contou com uma ampla programação de eventos, como a 2ª Corrida Rústica e o 1º Pedal de Ciclismo, mas o maior deles foi a 3ª Festa Beneficente do Chopp, que reuniu quase 2 mil pessoas no Centro de Eventos Ângelo Micheletto.

Tendo o Leitão Desossado na Grelha como prato principal, a venda de ingressos superou a expectativa dos organizadores e em torno de 1.600 refeições foram servidas no almoço. Para alimentar essa quantidade de participantes, quase uma tonelada de carne foi assada e foram servidos cerca de 4 mil litros de chopp. Os 25 leitões foram preparados por uma equipe de voluntários de Palotina.

O provedor da Associação Hospitalar Beneficente Moacir Micheletto, entidade organizadora e beneficiária do lucro da festa, avaliOU que o evento foi sucesso, graças à população que aderiu e aos cerca de 50 colaboradores.

Frustrado pela não realização do Desfile Cívico no dia que o município completou seu 51º aniversário, mas satisfeito com o grande envolvimento da comunidade no almoço beneficente, o prefeito Marcel Micheletto (PSDB) disse que o momento foi de celebrar o desenvolvimento da cidade.

O deputado federal Sérgio Souza (PMDB) participou da comemoração dos 51 anos de Assis Chateaubriand, município onde ele obteve o maior número de votos em todo o Paraná nas eleições de 2014. Souza, que resgatou os quase R$ 3 milhões viabilizados pelo saudoso deputado Moacir Micheletto para revitalização da Avenida Tupãssi, e vem se mostrando parceiro do município na viabilização de mais dezenas de milhões de recursos para outras importantes obras, diz que sente uma grande diferença na cidade no comparativo com cinco anos atrás.

Para Sérgio Souza, esse desenvolvimento precisa continuar e, para colaborar, ele afirma que seu compromisso com Assis está mantido.

Reportagem: William Borges – Publicada por: Gean Senhorini - Fotos: Valdecir Alchapar/Aldo Nunes

Confira o áudio da reportagem completa no vídeo:

 

Crianças de 9 a 14 anos devem ser imunizadas e campanha é ampliada para homens e mulheres de 15 a 26 anos

O sábado (19) foi o Dia “D” da vacinação contra o HPV e contra a Meningite C. Em Assis Chateaubriand, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu a ação com o objetivo de aumentar o índice vacinal dessa campanha que, até aqui, tem baixa adesão por parte das famílias, que devem levar as crianças e jovens para receber a proteção.

A vacinação contra HPV é para meninas de 9 a 14 anos e para meninos de 11 a 14 anos. Já a vacina de Meningite C atende todos com idade de 13 e 14 anos.

O HPV é o codinome do Papilomavírus Humano, um agente infeccioso que se instala na pele ou em mucosas e tem o poder maligno de provocar infecções, verrugas genitais e cânceres – como o de colo do útero e o de pênis.

A vacina detona os vírus e, por isso, ela é tão importante nessa fase da vida dos adolescentes. Existem mais de 100 diferentes tipos de HPV, mas os principais são combatidos com duas doses da vacina, que estão disponíveis gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

Já a meningite C, trata-se de uma doença grave e é um dos tipos de um perigoso processo inflamatório das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Elas são causadas por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos.

Fábio Fantin Camilo, diretor de Vigilância em Saúde, destacou a importância da vacina para que a população fique protegida dessas doenças.

Assim como acontece em todo o país, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, a vacinação contra as duas doenças apresenta baixa cobertura em Assis Chateaubriand. Até 15 de agosto, a meta de imunizar 1.758 crianças na faixa etária alvo da campanha contra HPV, atingiu somente 36% – o que representa a aplicação de 636 doses.

Já com relação à meningite C, das 1.052 crianças de 13 e 14 anos, apenas 334 (31%) receberam a vacina.

O diretor disse que ainda há muita resistência da parte de muitas famílias, como se a vacina fosse uma espécie de incentivo à prática sexual. Para Fantin, esse é um tabu que precisa ser superado, afinal, a aplicação visa a proteção para a vida adulta, mas é justamente nesta fase da criança, antes de iniciar seus relacionamentos, que a defesa do organismo precisa ser feita.

A partir desta semana, além das crianças de 9 a 14 anos, a vacina contra HPV também passa a ser oferecida para homens e mulheres entre 15 e 26 anos. A decisão é do Ministério da Saúde e é válida para os municípios que possuam vacinas em estoque, com prazo de validade até setembro de 2017. No entanto, essa medida tem caráter temporário.

De acordo com João Paulo Toledo, diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, a iniciativa tem como objetivo evitar um possível desperdício de doses.

Para a faixa etária de 15 a 26 anos, o esquema vacinal conta com três doses, com intervalo de 0, 2 e 6 meses. A abertura para esse público é temporário, mas as pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as outras duas doses garantidas no SUS.

A Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand comunicou que a ampliação também foi aderida no município. Com isso, quem tem de 15 a 26 anos também já pode procurar pela proteção.

Neste sábado, todos os postos de saúde da área urbana estiveram mobilizados das 8h às 12h e das 13h30 às 17h, com atendimento prioritário para vacinação. Já nas unidades do interior, o diretor de Vigilância em Saúde, Fábio Fantin, explicou que não houve atendimento especial porque a campanha é contínua e as doses podem ser aplicadas em qualquer dia da semana.

Reportagem: William Borges – Publicada por: Gean Senhorini

Confira o áudio da reportagem completa no vídeo:

 

 

 

Pagina 1 de 288

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.