Gean Senhorini

Gean Senhorini

Da Assessoria

Quatro jogos abrem neste domingo, 01, a segunda fase da Copa Amop de Futebol Amador Regional. A partir de agora, os jogos são de ida e volta no formato mata mata, com a equipe de melhor campanha na primeira fase, realizando o segundo jogo em casa. Para efeito de desempate, será utilizado o critério de saldo de gols nos dois jogos. Em caso de dois empates, o classificado será definido nas penalidades máximas.

Os dois representantes mais próximos de Assis Chateaubriand são Cafelândia e Palotina. O Cafelândia vai até Missal para enfrentar os donos da casa e fará o segundo jogo em casa, por ter encerrado a primeira fase com melhor campanha. O Palotina não terá parada fácil, viaja até Marechal Cândido Rondon, para encerar o Marechal, que fez uma das melhores campanhas no geral em toda primeira fase.

Confira os jogos deste domingo

Palotina x Marechal

Missal x Cafelândia

Vera Cruz x Ubiratã

Cascavel x Serranópolis

 

 

Da Assessoria

A Secretaria de Esportes de Assis Chateaubriand em parceria com o Departamento de Assuntos Comunitários, alertas as equipes interessadas, de que seguem abertas as inscrições para o Campeonato de Futebol Suíço das Associações Comunitárias. As mesmas podem ser feitas pessoalmente, retirando as fichas de inscrição no Ginásio de Esportes Tancredo de Almeida Neves.

Podem disputar a competição, todas as Associações Comunitárias do municípios e cada atleta é livre para defender qualquer equipes, porém o mesmo tem que possuir título eleitoral em Assis Chateaubriand. O prazo para inscrições se esgota no dia 06 de outubro, data a qual será realizado o congresso técnico, as 19h30 no auditório da Prefeitura Municipal.

Doze equipes confirmadas

Até a tarde da última quinta-feira, 28, doze equipes já haviam confirmado presença na competição. Conjunto Alvorada, Jardim América, APMAC B, Conjunto Primavera, Ramal Guarani/A Fortaleza/Casa de Carnes JP, Sheila/Conti, APMAC A, DSI, Ramal Góia, Jardim Progresso, Santa Rita/Ramal Tangará e Ramal Bonito. O campeonato começa nos dias 07 e 08 com torneio início no Estádio Municipal Manoel de Souza Ramos.

O delegado do caso Tábata, Osnildo Carneiro Lemes, usou as redes sociais para fazer um desabafo emocionado sobre a morte da menina.

Lemes afirma que mesmo os policiais acostumados com a violência diária começaram a chorar na cena do crime, ao ir até lá com o assassino para a reconstituição. O delegado também pede perdão a Tabata por não a ter encontrado a tempo, com vida.

Leia o depoimento na íntegra.

"TÁBATA, vc já está com DEUS....trabalhamos 24 horas desesperadamente para te encontrar com vida.... investigamos sem parar um minuto e descobrimos o monstro que tirou sua vida... fizemos a sua prisão... conduzimos para a Delegacia e nos revezamos no seu interrogatório... todos nós policiais que temos filhos, netos, irmãos, da sua idade... e os que não têm também trabalhamos de forma intensa... até que ele confessou o crime e levou nossa equipe para o lugar onde você estava... e lá chegando, quando vimos o seu corpinho sem vida, não conseguimos controlar a emoção... mesmo nós, policiais acostumados com a violência diária, com as cenas mais tristes, [ficamos] com lágrimas correndo pelas faces, começamos a remover a terra da cova rasa que você estava... fizemos de tudo... prendemos o monstro e o colocamos na cadeia... mas não conseguimos fazer o que mais queríamos: encontrá-la com vida... nos perdoe, Tábata, mas acho que Deus queria você ao lado dele..."

A morte causou comoção e revolta em Umuarama. Assista à reportagem do Cidade Alerta Paraná sobre o caso.

Fonte: Ric Notícias

Da Assessoria

A equipe adulta feminina da Associação Chateaubriandense de Handebol (ACH) em parceria com a Secretaria de Esportes, viaja neste sábado, 30, para Maringá, onde disputa a penúltima etapa do Campeonato Paranaense de Handebol da Chave Ouro.

O time que tem em seu comando o técnico Milton Davanzo Junior, terá como adversário a equipe de São José dos Pinhais, em partida marcada para as 15h30, no Centro Esportivo Jardim Paulista.

Para se classificarem as semifinais, as chateaubriandenses precisam vencer São José. Vencendo, terão duelo contra Campo Mourão e precisam novamente da vitória, para disputarem as semifinais na última etapa. Caso percam para São José, estarão eliminadas da competição.

O corpo de Tabata Fabiana Crespilho Rosa, 6 anos, foi sepultado no final da tarde desta sexta-feira (29) em Balneário Camboriú. O clima era de indignação e revolta pela forma como a menina foi morta, em Umuarama, onde morava com a mãe, Fernanda Crespilho, o padrasto, e dois irmãos, um deles recém-nascido. O pai e os avós de Tabata vivem no litoral catarinense.

Bastante emocionada e com a voz embargada, Fernanda, que é costureira autônoma, conversou por telefone com OBemdito. Ela mandou um recado para Umuarama: “Acabei de enterrar minha filha. Eu não consigo descrever a dor que estou sentindo. Mas quero mandar uma mensagem para todos que estão vivendo essa tragédia comigo. Vocês passaram a fazer parte da minha família. Sou muito grata pela solidariedade de todos”.

Fernanda também falou sobre o assassino confesso de Tabata. “Enquanto ele dava o depoimento na delegacia, ele olhou bem no fundo dos meus olhos e disse que não tinha matado minha filha, que ela estava viva. Naquele momento eu acreditei nele e tive esperanças. Ele é um monstro”.

Entre lágrimas e demonstrando estar sob o poder de calmantes, a mãe prosseguiu: “Como pode alguém ser tão mau assim. Meu Deus, ele violentou minha filha e matou ela estrangulada. E minutos depois foi visto comprando cerveja e marmita, como se nada tivesse acontecido. O que minha filha fez para merecer isso? Ele não acabou só com a vida da minha filha. Ele destruiu a vida de toda a minha família”.

Selvageria

Os atos de selvageria de populares fora da delegacia contribuíram para agravar ainda mais a dor de Fernanda Crespilho, obrigada, por questão de segurança, a permanecer por pelo menos três horas no corredor de um banheiro, ao lado de profissionais da imprensa. Por várias vezes, houve a recomendação para que não se falasse alto e se mexesse bruscamente, para não chamar a atenção dos presos que estavam rebelados no interior da cadeia, a não mais de 30 metros.

O momento mais crítico foi quando chegou a informação de que os detentos haviam tomado a sala de armas armazenadas para perícia no IML (Instituto Médico Legal). Fernanda, que há 29 dias deu à luz o terceiro filho, e nos últimos dias passou por duas cirurgias, ficou ainda mais apreensiva: “Meu Deus, por que estão fazendo isso? Eu só quero chegar na minha casa e encontrar minha filha”.

Festa de aniversário

No local também estavam o pai, a avó, uma tia, um primo e o padrastro de Tabata, que resolveu deixar o espaço, correndo risco de ser atingido por tiros. A vó, Irene, conversou em voz baixa com OBemdito e disse que queria levar a menina para morar em Balneário Camboriú. “Ela já está falando sobre a festa de aniversário, no dia 6 de janeiro. Até já escolheu o bolo. Vai ser férias e ela vai estar com a gente lá na praia”.

Todos os profissionais da imprensa tinham a informação da morte de Tabata, mas houve um consenso de ninguém se manifestar. Fernanda e os familiares receberam a informação ao deixarem a delegacia, logo após as 3 horas da madrugada. A mãe gritou desesperadamente e caiu no asfalto ainda em chamas, por conta do incêndio de veículos. Foi amparada pelo marido.

A cena de uma família devastada por um provável psicopata dificilmente será esquecida por quem a presenciou. Desde aquela fatídica noite, impera um clima de tristeza na redação de OBemdito, que também viu parte de seus profissionais e de seus colegas serem atacados por vândalos inconsequentes, destruindo seus veículos, utilizados como recurso de trabalho para levar informação jornalística.

Mas nada se compara à dor da mãe e da família de Tabata. Nada se compara às horas de terror que a criança passou até sua sentença final, proferida simplesmente por ser um anjo.

Jornal O Bendito

O delegado operacional Fernando Ernandes Martins esclareceu alguns fatos a respeito das investigações do assassinato de Tabata Fabiana Crespilho Rosa. De acordo com Martins, as imagens analisadas pela Polícia Civil descartam a hipótese de haver uma segunda pessoa envolvida no crime.

“As imagens foram analisadas por vários policiais para não restarem dúvidas. A possibilidade de existir alguém dando auxílio é quase nula, pelo menos na situação que ele pega e segue a menina é praticamente impossível ter alguém auxiliando”, explica.

O delegado reforçou que serem falsas as informações divulgadas sobre um suicídio cometido por Eduardo Leonildo da Silva, 30 anos – acusado do crime. O detido está em uma penitenciária de Curitiba e já houve pedido para que seja colhido um novo depoimento.

“Ele não confessa o crime, apenas diz que deu carona. Fala que outra pessoa teria matado e que ele somente ajudou a enterrar o corpo da menina. Esta é uma forma dele tentar escapar e gerar dúvidas na investigação. Porém, nós não temos dúvidas de que ele estava sozinho e praticou o crime”, afirmou o delegado.

Martins alega que além das informações que já eram conhecidas da polícia, por volta das 2h30 Silva teria ido a uma padaria nas proximidades de onde pegou a criança e ficou transitando pelo local para tentar despistar. Sua prisão preventiva foi decretada e “agora fica a cargo da justiça conduzir a prisão. O inquérito tem 10 dias para ser concluído”, diz o delegado.

Abordagem

Martins explica que durante a abordagem ao então suspeito, ele se fez de desentendido. “Ficou perguntando aos policiais o que estava acontecendo, mas ao mesmo tempo percebemos que ele sabia. Um cidadão que não deve uma bronca dessa tem um comportamento totalmente diferente. Depois ele passava informações e voltava atrás. Disse que seu veículo estava na oficina naquele horário. Quando informarmos que iríamos verificar com o proprietário da mecânica, o acusado disse que tinha pedido para uma pessoa levar, mas não sabia se ela tinha levado, ou seja, ele estava se contradizendo”.

“O interrogatório estava seguindo muito bem, estávamos conseguindo extrair todas as informações, mas infelizmente tivemos nosso trabalho prejudicado pela confusão toda que estava acontecendo na delegacia. E daí tivemos que retirar o acusado daqui para conseguirmos terminar o interrogatório e descobrir mais informações que levassem ao local onde estava o corpo de Tabata”, lembra o delegado.

Vândalos

Duas pessoas já foram detidas em flagrante em virtude dos atos de vandalismo praticados contra o prédio da delegacia. “Esses dois foram detidos após serem identificados. Eles inclusive estavam na tarde de quinta em frente a delegacia no momento da remoção dos presos tentando inflamar as pessoas. Descobrimos que são parentes de detentos e contam com passagem. Outros também já foram identificados, contam com passagem e nos próximos dias devem ser presos. Queremos colocar atrás das grades todos estes vândalos que praticaram terrorismo em Umuarama e depredaram o patrimônio público”, argumentou.

Laudos

O veículo utilizado por Silva já foi periciado e o laudo deve ser emitido nos próximos dias.

Também é aguardado o laudo oficial sobre a causa da morte de Tabata. O delegado Fernando afirma que, preliminarmente, o IML de Maringá confirmou que houve abuso sexual, morte por asfixia e um afundamento nas costas. “Houve violência”, diz.

 

Jornal O Bendito

 

Da Assessoria

As equipes de futsal masculino de Nova Aurora e Palotina garantiram na última quarta-feira, 28, suas vagas para a segunda fase da Copa Amop. Em duelo diante de Tupãssi, Nova Aurora venceu pelo placar de 6X5, garantindo com isso a segunda vaga do grupo C para a sequencia da competição. A outra vaga da chave, já havia sido garantida por Ubiratã antecipadamante.

O Palotina nem precisou vencer para se classificar. Em partida realizada na cidade de Guaíra, ficou no empate em 1x1 com o time da casa chegando a 7 pontos no grupo E, e também se garantiu. A próxima rodada da competição está programada para o dia 11 de outubro com quatro partidas,

Assis Chateaubriand na competição

Com duas derrotas e sem somar pontos no grupo E, a equipe de Assis Chateaubriand volta a quadra no dia 11 e precisa vence Guaíra em casa para decidir a vaga na última rodada diante de Palotina, no dia 27 de outubro fora de casa.

Da Assessoria

Com total apoio da Secretaria de Esportes de Assis Chateaubriand, a Associação de Karatê Conquista/ASSEMA, disputa neste sábado, 30, a etapa final do Campeonato Paranaense da modalidade, que acontece na cidade de Medianeira.

Sob a coordenação da Federação de Karatê Interestilos do Paraná (FEKIP) a etapa deve reunir cerca de 20 associações e mais de 300 atletas. A delegação chateaubriandense será composta por 31 atletas e terá no comando os professores Luiz Carlos Evangelista e Vera Fritola.

Da Assessoria

Com participação de seis equipes, começou no mês de agosto um circuito regional de voleibol misto e que vem despertando a atenção de toda a região. Assis Chateaubriand está sendo representado no campeonato e tem conquistado bons resultados.

Na primeira etapa, realizada em agosto na cidade de Alto Piquiri, Assis Chateaubriand garantiu a primeira colocação vencendo por 2 sets a 0 a equipe de Perobal na final.

Na segunda etapa, realizada no último fim de semana, 23 e 24, em Tapejara, nossos representantes conquistaram o segundo lugar, perdendo na final para os donos da casa por 2 sets a 0.

A próxima etapa ainda não tem data nem local definidos, porém há possibilidade de ser realizada em Assis Chateaubriand. Além de Alto Piquiri com duas equipes, Assis Chateaubriand, Perobal e Tapejara, ainda disputa o circuito a equipe de Mariluz.

Da Assessoria

O chateaubriandense Vinicius Leonardo (Léo) deu mais um passo importante em sua promissora carreira como jogador de futebol. Esta semana, a equipe Sub 17 da Ponte Preta, a qual o atleta é capitão, empatou em 2X2 com o Bahia, na casa do adversário, na estreia da Macaca na Copa do Brasil 2017.

O time da casa saiu na frente e a Macaca empatou aos dez minutos do primeiro tempo, com John Kleber. Aos 18, a Macaca virou o jogo, com Walisson. O time baiano, porém, acabou igualando o placar no decorrer da partida.

Com o resultado, a Ponte decidirá a vaga para a próxima etapa em Campinas, às 15 horas do próximo dia 4 de outubro. Para seguir em frente na competição, a ponte precisa de uma vitória simples, empate por 0 a 0 ou por 1 a 1. Em caso de novo empate por 2 a 2, a partida vai para os pênaltis e qualquer empate de 3 a 3, classifica o Bahia. Quem seguir em frente irá enfrentar o melhor entre Luverdense e São Paulo.

Pagina 1 de 318

Atenção

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito à Rádio Jornal 1470 AM, informando o endereço www.radiojornalam.com.br

Para a reprodução de conteúdo fora das condições especificadas entrar em contato com o seguinte e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Rádio Jornal 1470 AM retém os direitos autorais do conjunto de textos e fotos publicados no site conforme a Lei 9.610/1998.